Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/07/2017

    Temer escapou de uma ação controlada, na casa do empresário Joesley Batista, em Nova York

    Jornal Valor Econômico revela que presidente escapou de ação controlada, na data de evento para homenagear João Dória

    © AYRTON VIGNOLA/ESTADÃO CONTEÚDO
    O presidente Michel Temer escapou de uma ação controlada, coordenada por autoridades de investigação do Brasil e dos Estados Unidos, na casa do empresário Joesley Batista, em Nova York. De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, a intenção era obter um flagrante na cobertura que o dono da JBS tem na esquina da Quinta Avenida com a rua 51. A operação só não foi concretizada porque Temer desistiu da viagem que tinha marcado para os EUA, em maio.

    O peemedebista foi convidado para ir a Nova York para participar da entrega do prêmio “Personalidade do Ano” para o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Temer não compareceu, mas o então deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), sim. A delação da JBS foi revelada no dia seguinte ao evento, que ocorreu 18 de maio, enquanto Rocha Loures ainda estava nos EUA.

    O Valor aponta que, caso a ação tivesse sido concretizada, o presidente poderia ter sido processado pelas autoridades norte-americanas. Os EUA foram comunicados sobre o envolvimento da JBS em casos de corrupção no Brasil um dia antes da divulgação da delação. Atualmente, a JBS é a maior produtora de carnes dos Estados Unidos.

    Fonte: Gazeta do Povo
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS