Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 11 de julho de 2017

    Reinaldo volta de reunião do PSDB sem decisão sobre apoio a Temer

    Cúpula condicionou definição ao posicionamento sobre a denúncia contra o presidente que tramita na Câmara dos Deputados

    Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Alcides Neto/Arquivo).
    Reunião com integrantes da cúpula do PSDB, em São Paulo (SP), que incluiu o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), durou quase quatro horas, terminando no início da madrugada de terça-feira (11). Na ocasião, os líderes adiaram a decisão de desembarcar ou não do governo do presidente da República, Michel Temer (PSDB).

    O mandatário do País, por sua vez, enfrenta denúncia do MPF (Ministério Público Federal) de corrupção passiva. O processo está atualmente na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, que na quarta-feira (10) também adiou a votação do parecer sobre a questão.

    Na reunião de ontem do PSDB, os integrantes do partido condicionaram a decisão do partido à definição que será tomada pelos deputados federais.

    Em relação à denúncia contra Temer, a legenda deixou para os parlamentares o posicionamento favorável ou não. As informações são da Folha de São Paulo. Novos encontros entre a cúpula, para definição sobre o desembarque, deverão ser marcados ainda esta semana.

    Conforme o presidente nacional do partido, Tássio Jereissati (PSDB-CE), os tucanos só vão decidir se deixam de vez a presidência, desta forma entregando os cargos que partido tem, depois que o líder da bancada na Câmara, deputado Ricardo Tripoli, se posicionar sobre a denúncia contra Temer.

    Jereissati disse também que não há tendência clara na bancada da Câmara, mas que vê uma maioria se posicionando em aceitar a denúncia contra Michel Temer.

    Além de Reinaldo, participaram os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO) e Pedro Taques (MT). Os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG), Paulo Bauer (SC) e Cássio Cunha Lima (PB). Também o ex-senador José Aníbal (SP), o prefeito de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

    Reinaldo Azambuja já está em Campo Grande, conforme sua assessoria de comunicação. Ele cumpre agenda interna em seu gabinete.

    Fonte: campograndenews
    por: Mayara Bueno
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS