Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    19/07/2017

    Privatização de hidrelétricas vai gerar R$ 30 bilhões para o governo

    Para compensar o consumidor, que hoje atendidos por essas hidrelétricas teriam aumento de 7% na conta de luz, o governo quer destinar um terço do dinheiro da privatização (R$ 10 bilhões) para uma conta que subsidia a energia

    © DR
    Como forma de compensar o aumento no preço da energia para o consumidor, o governo espera arrecadar pelo menos R$ 30 bilhões com a venda de usinas da Eletrobras.

    Segundo informações da Folha de S.Paulo, a prioridade do governo são as 14 hidrelétricas da Chesf, de Furnas e da Eletronorte, que operam com preço "tabelado", um modelo conhecido como regime de cotas.

    De acordo com a publicação, a mudança faz parte do novo marco regulatório do setor elétrico, que está sob consulta pública e deve entrar em vigor neste semestre por meio de medida provisória.

    Com as novas regras, as geradoras do regime de cotas são obrigadas a vender a energia por cerca de R$ 60 o MWh (megawatt-hora). No mercado livre, essa energia custa cerca de R$ 140 MWh.

    Para compensar o consumidor, que hoje atendidos por essas hidrelétricas teriam aumento de 7% na conta de luz, o governo quer destinar um terço do dinheiro da privatização (R$ 10 bilhões) para uma conta que subsidia a energia.

    Já o restante da venda seria dividido entre União e a Eletrobras, que passa por reestruturação e tem uma dívida de R$ 46 bilhões.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS