Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 27 de julho de 2017

    PGR quer que Cunha entregue aliados em delação

    A PGR quer que ele apresente informações sobre conta ou um trust em paraíso fiscal que possa ter ligação direta com o presidente Temer

    © Reuters
    A pressão da Procuradoria-Geral da República em cima de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) está cada vez mais intensa. A PGR impõe que o ex-deputado entregue supostos fatos ilícitos envolvendo aliados, para assim, poder fechar o acordo de delação premiada.

    Cunha está preso no Paraná desde outubro do ano passado, enfrenta dificuldades para avançar na negociação com a PGR. Segundo a Folha de S. Paulo, o foco teria que ser os deputados do centrão –bloco político que ajudou Cunha a se eleger presidente da Câmara em 2015 e que foi determinante para o impeachment de Dilma Rousseff.

    Além disso, querem que ele apresente informações sobre conta ou um trust em paraíso fiscal que possa ter ligação direta com o presidente Michel Temer. Porém, pessoas ligadas ao ex-deputado afirmam que ele não cedeu em relação a aliados e supostamente não teria dados de conta que leve a Temer.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS