Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 13 de julho de 2017

    VÍDEO| PCC faz assalto a joalheria na Bolívia e cinco morrem em tiroteio

    Entre os mortos estão um policial, uma refém que tentou escapar e três assaltantes

    Cinco pessoas foram mortas durante o tiroteio (Foto: AbyaYalatv/La Razon)
    Ministro do governo boliviano, Carlos Romero, confirmou que a organização criminosa PCC teve envolvimento no assalto que resultou em cinco mortes, nesta quinta-feira (13), no centro de Santa Cruz de la Sierra. O grupo criminoso tentava assaltar uma joalheria quando foi interceptado pela polícia. Três criminosos, um policial e um funcionário do shopping foram mortos.

    Ainda de acordo com o ministro, não seria a primeira vez que a organização criminosa faz parte de assaltos à joalherias na Bolívia. "Há a hipótese de que os envolvidos tenham ligações com as outro assalto ocorrido, em 2016. São fugitivos, estão ligados ao Primeiro Comando da Capital", disse Romero.

    De acordo com Romero, a polícia demorou cinco minutos para chegar ao local, onde um grupo de quatro assaltantes armados faziam clientes de refém. Após os policiais pedirem para que eles se entregassem, os assaltantes abriram fogo e mataram um tenente. Na troca de tiros, outros três policiais ficaram feridos. Um deles está em estado crítico.

    Cada um dos ladrões tinha armas de grosso calibre, com oito carregadores, capazes de disparar até 240 projéteis. "Estamos falando de criminosos extremamente perigosos. Como demonstrado, estão dispostos a matar", comentou o ministro.

    Os mortos são um policial, uma refém que tentou escapar e três assaltantes, dois deles de nacionalidade brasileira, identificados como “macaco” e “Camilo”.



    Fonte: campograndenews
    Por: Lucas Junot
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS