Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 12 de julho de 2017

    Para João Grandão, renegociação dá ao Governo novo fôlego em acordo com servidores

    © Victor Chileno/ALMS
    Uma economia de R$ 93 milhões nos próximos quatro anos, além de uma folga no caixa decorrente de um alongamento de dez anos em uma dívida superior a R$ 343 milhões: essa foi a conquista do Governo do Mato Grosso do Sul a partir da aprovação, em regime de urgência, do Projeto de Lei 135/2017 nesta quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa.

    O PL autoriza o Governo do Estado a renegociar as operações de crédito firmadas com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dá um novo fôlego ao Poder Executivo, que contará com quatro anos de carência e o alongamento da dívida até 2033.

    O deputado estadual João Grandão afirmou, no entanto, que o Governo do Estado precisa informar de maneira clara e objetiva o destino dos recursos economizados e aproveitar o momento para rever a proposta de reajuste salarial de 2,94% que desagradou todas as categorias do funcionalismo público.

    “Essa medida certamente contribuirá para que o Executivo possa equilibrar suas finanças, não só com a carência como também com o alongamento da dívida. Por isso quero fazer um apelo: que o Governo Estadual olhe com carinho para os trabalhadores que encontram-se em situação de constrangimento sem reajuste salarial há anos”, disse o parlamentar, que é líder da bancada do Partido dos Trabalhadores na Assembleia Legislativa.


    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS