Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 31 de julho de 2017

    Para Carlão realização do concurso da Câmara demonstra democratização e transparência no serviço público

    © Divulgação
    Com a publicação do Edital do quarto Concurso Público da Câmara Municipal de Campo Grande (MS), o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), 1º Secretário da Mesa Diretora, ressaltou que a Casa de Leis está trabalhando para a democratização do serviço público no Legislativo Municipal. Além de priorizar a transparência e lisura no processo do concurso, visando qualidade e eficiência do corpo técnico da Casa.

    “O edital foi publicado no Diogrande de hoje. As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de setembro de 2017, através do site www.fapec.org/concurso, com o valor de R$ 110,00 (cento e dez reais), para Nível Superior, e R$ 90,00 (noventa reais), para Nível Médio. A Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura), aplicará as provas e utilizará o valor das inscrições para a execução das provas”, destacou.

    Para o parlamentar, essa é uma oportunidade de profissionalizar ainda mais o atendimento oferecido pelos servidores a população da Capital. Serão 49 vagas para Nível Superior e 21 vagas para Nível Médio Completo, totalizando 70 vagas. Para os cargos de Nível Superior, os salários iniciais serão de R$ 2.833,33, com carga horária semanal de 30 horas. Já os cargos de Nível Médio Completo terão vencimentos iniciais de R$ 1.672,27, com 30 horas de carga horária semanal.

    “Estamos respeitando a reserva de vagas para pessoas com deficiência, negros e índios. E será aplicada sempre que o número de vagas oferecidas no Concurso Público for igual ou superior a 5 (cinco). Das 70 vagas previstas no edital, serão destinadas 18% para cotas, ficando estabelecidos 10% para negros, 5% para deficientes físicos e 3% para índios. Nosso caráter inclusivo fica notório na execução do concurso”, disse.

    A aplicação das provas está prevista para o dia 22 de outubro de 2017, sendo no período da manhã as provas para os cargos de Nível Superior e no período da tarde os cargos de Nível Médio Completo. A isenção da taxa de inscrição será aos candidatos que comprovadamente forem carentes e trabalhadores com renda mensal familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou de três salários mínimos no total, inscritos no Cadastro Único do Governo Federal, ou que comprovadamente estiverem desempregados e possuírem renda familiar de até três salários mínimos, ou que comprovar situação de carência econômica, ou que comprovarem serem doadores de sangue ou medula óssea, conforme constam no edital do concurso.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Janaina Gaspar


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS