Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 18 de julho de 2017

    Orro solicita criação de casa para acolher mulheres vítima de violência para Amambai

    © Divulgação
    Preocupado com o número mulheres que sofrem com algum tipo de agressão, o deputado estadual Felipe Orro solicitou ao governo do estado a criação e implantação de uma casa de acolhimento para mulheres vítimas de violência sexual e doméstica para o município de Amambai.

    A casa que receberia o nome de “Casa Acolhida”, seria uma chance das mulheres de Amambai se refugiarem do número crescente de casos que vem surgindo no município nos últimos anos.

    Dados do estudo Mapa da Violência 2015 – Homicídio de mulheres no Brasil, de Julio Jacobo Waiselfisz, aponta que o município esta em 34º lugar com média de 13,7 (por 100 mil habitantes), entre os municípios com mais de 10.000 habitantes do sexo feminino. A coleta foi realizada e integra o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), e foram coletados em 2014.

    Na pesquisa Mato Grosso do Sul ocupa o primeiro lugar no ranking dos estados com a maior taxa de mulheres vítimas de violência sexual, física ou psicológica que buscam por atendimento em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). Em MS, 37,4 mulheres a cada 10 mil habitantes fazem parte das estatísticas. O segundo estado com maior atendimento é o Acre, com índice de 25,5.

    Na “Casa Acolhida” as mulheres que sofreram algum tipo de agressão vão receber proteção, amparo, atendimento social e psicológico, contribuindo para que retomem o convívio social e ao mercado de trabalho, tendo a oportunidade de reconstruírem suas vidas.

    “A criação deste local para acolher mulheres que sofreram algum tipo de violência é muito importante, na maioria dos casos são mães de famílias, que vão ter a chance de serem reintegradas à sociedade de forma digna”, defende Felipe Orro.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Gildo Tavares
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS