Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 25 de julho de 2017

    MST volta a ocupar fazenda de coronel amigo de Temer

    Segundo o movimento, a propriedade é atribuída ao peemedebista

    © Nacho Doce / Reuters
    O MST (Movimento dos Trabalhadores sem Terra) divulgou nota, na manhã desta terça-feira (25), afirmando que ocupou uma fazenda em Duartina do coronel João Baptista Lima, amigo do presidente Michel Temer (PMDB).

    Segundo o movimento, a propriedade é atribuída ao peemedebista.

    Oficialmente, a fazenda Esmeralda está registrada parte no nome de Lima (749,1 hectares) e parte (1.245,84 hectares) no nome da Argeplan, escritório de arquitetura e engenharia de que o coronel é sócio.

    É a segunda vez que o MST age no local: em maio de 2016, eles foram à fazenda para "denunciar as conspirações golpistas de Temer". Afirmam que, naquela ocasião, encontraram cartas endereçadas a Temer e materiais de sua campanha a deputado federal de 2006.

    Desta vez, afirmam que a ação quer destinar a área para a reforma agrária, como parte da Jornada Nacional de Lutas.



    Procurada pela reportagem nesta manhã, a Polícia Militar de Duartina confirma que há uma ocorrência em andamento na fazenda, mas não informou detalhes sobre o caso. O movimento afirma que há 800 militantes no local.

    Lima é tido como figura-chave nas investigações da Polícia Federal sobre o presidente. Dois executivos da JBS afirmaram, em acordo de delação, que a empresa deu R$ 1 milhão nas mãos de Lima, em 2014, como parte de um suposto acordo feito entre Temer e Joesley Batista.

    A reportagem não conseguiu localizar o coronel até as 7h30. Com informações da Folhapress.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS