Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 19 de julho de 2017

    Após 6 meses: investigação da morte de Teori não tem prazo

    As investigações da morte são realizadas pelo Cenipa, que informou não ter prazo para concluir os resultados

    © Agência Brasil
    O acidente que que matou o então ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, completou 6 meses nesta quarta-feira (19). As investigações da morte são realizadas pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), que informou não ter prazo para concluir os resultados.

    Acidente

    Como lembrou o UOL, em 19 de janeiro, o relator da operação Lava Jato no STF morreu aos 68 anos após a queda do avião em que estava junto a outras quatro pessoas no litoral de Paraty, no Estado do Rio de Janeiro. Os demais ocupantes eram o empresário do grupo Emiliano Empreendimentos e dono do jatinho Carlos Alberto Filgueiras, de 69 anos, a massoterapeuta Maira Lidiane Panas Helatczuk, de 23 anos, a mãe dela, Maria Ilda Panas, 55, e o piloto Osmar Rodrigues, 56.

    No momento, o Cenipa, responsável pela apuração de acidentes de avião no Brasil, espera laudos da Polícia Federal e realiza as últimas análises para elaborar a minuta do relatório final, conforme informou a FAB (Força Aérea Brasileira), à qual o Cenipa é subordinado.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS