Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 19 de junho de 2017

    Um é preso e adolescentes são apreendidos por morte de empresário

    Amarraram um vaso na vítima e o jogaram na piscina 

    © Reprodução
    Dois adolescentes foram apreendidos e um jovem de 21 anos identificado como Walerson Ozório foi preso nesta segunda-feira (19) pelo assassinato do empresário Ronaldo Batista, 38 anos, ocorrido nesta madrugada em Anastácio, a 134 quilômetros de Campo Grande. Da casa, os autores levaram um veículo Saveiro Cross.

    A polícia chegou aos autores após colherem impressões digitais do local do crime. De acordo com o site O Pantaneiro, o maior foi preso em casa no Bairro Nova Aquidauana, e os menores no São Cristóvão. O trabalho foi coordenado pela Polícia Civil e unidades especializadas do 7º Batalhão da Polícia Militar.

    Vaso amarrado ao corpo do empresário © Luiz Guido
    A polícia investiga a participação de um quarto participante. Em depoimento, Walerson e os menores confirmaram que Ronaldo foi morto por afogamento.

    Eles amarraram braços e pernas e jogaram o comerciante na piscina. Para que a vítima não sobrevivesse, eles também amarraram um vaso de flor de 30 quilos em suas costas, para que o corpo permanecesse submerso.

    © Luiz Guido
    A Polícia Civil trabalha com duas hipóteses sobre o latrocínio. Em uma delas, o veículo roubado da vítima foi encomendado e, na outra, teria sido tomado por dívida de droga. De acordo com o delegado Eder Oliveira Moraes, titular da delegacia de Aquidauana, em ambas versões, Walerson surge como mandante que teria oferecido R$ 5 mil aos menores.

    O delegado contou que os dois adolescentes de 17 que eram conhecidos da vítima, e teriam participado de forma direta no assassinato. A dupla teria passado o dia na casa da vítima, em Anastácio, pois a conheciam há algum tempo. "Antes de pegar o carro, eles deram uma garrafada na cabeça de Ronaldo, depois o amarram e jogaram na piscina, usando o vaso de flor para afundar o corpo. Este foi o relato coeso dos dois sobre como o mataram", disse.

    Uma quarta pessoa, maior de idade e que sabe dirigir, foi até o imóvel e levou o automóvel de lá até onde mora Walerson, no Bairro Nova Aquidauana, em Aquidauana. Assustado com a repercussão da morte , Walerson abandonou o carro, nas imediações do lixão, perto da pista de motocross.

    Velório

    Residente em Anastácio, Ronaldo era dono do restaurante Estação Pantaneira, em Aquidauana. O corpo está sendo velado na Capela da Pax Universal, em Aquidauan. De acordo com familiares, o sepultamento está agendado para às 8 horas de amanhã.

    Fonte: Midiamax
    Por: Diego Alves
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS