Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 20 de junho de 2017

    Homem morto em confronto com a polícia no Nova Lima tinha 23 anos

    Movimentação da polícia no local onde o ladrão foi baleado (Foto: Luana Rodrigues)
    Foi identificado como José Bruno dos Santos, 23 anos, o homem morto em confronto com a Polícia Militar após roubo de caminhonete S-10, na tarde de ontem (19), no Bairro Nova Lima, em Campo Grande. O comparsa dele, Maike Caetano Monge, 20 anos, foi preso em flagrante. Durante investigação sobre o caso, policiais descobriram que os autores criaram grupo no WhatsApp para planejar roubos.

    Conforme boletim de ocorrência, a equipe policial fazia rondas pela Avenida Mascarenhas de Morais, quando foi informada por testemunha sobre o roubo de uma caminhonete S-10, que havia acabado de acontecer. Os criminosos tinham fugido em direção à Avenida Santo Ângelo.

    Em busca pelos bandidos, os policiais percorreram vários ruas dos bairros da região norte até que a caminhonete foi avistada na Avenida Gualter Barbosa com a Rua Marquês de Herval. Ao notarem a presença da PM, os ocupantes iniciaram fuga. Houve perseguição até que o os autores pararam o veículo na Rua Martins Afonso de Souza e seguiram a pé pulando vários muros de residências.

    O primeiro a ser detido foi Maike. Ele havia acabado de invadir o terreno de um imóvel. Os militares continuaram as buscas e na sequência localizaram José Bruno, escondido embaixo de tanque de lavar roupa. Sem ter para onde correr, o rapaz atirou contra a equipe policial, que revidou com dois tiros. O rapaz, armado com uma pistola calibre 32, foi baleado no abdômen, chegou a ser socorrido à Santa Casa, mas não resistiu.

    Como estava sem documento, o rapaz foi identificado no Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) pelo pai. Três munições foram encontradas no bolso de José Bruno. No local do roubo, foi localizada uma motocicleta Honda Strada abandonada, possivelmente usada pela dupla na abordagem. A caminhonete foi recuperada. A vítima de 66 anos reconheceu os bandidos.

    Plano de roubo - Após vasculhar o celular de Maike, policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) descobriram que os criminosos haviam criado grupo WhatsApp para planejar roubo a residência. Na ocasião, os ladrões levariam caminhão, caminhonete e moto. Um dos integrantes do grupo foi preso também, no mesmo dia. Na casa dele, foi encontrada droga.

    Fonte: campograndenews
    Por: Viviane Oliveira
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS