Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 19 de junho de 2017

    Funcionários do BNDES lançam campanha em defesa da atuação do banco

    © Divulgação
    Encabeçada pela Associação dos Servidores do BNDES (AFBNDES), que representa dois mil profissionais concursados, a campanha “Precisamos falar sobre o BNDES”, lançada hoje, visa qualificar o debate nacional sobre o papel do banco para o desenvolvimento e retomada do crescimento, além de esclarecer que os funcionários, integrantes de quadro técnico qualificado, atuam para prestar serviços de Estado à sociedade.

    Para o presidente da entidade, Thiago Mitidieri, o BNDES é uma das instituições mais importantes e estratégicas do país. “Num momento em que o papel do Banco está sendo tão questionado e incompreendido pela população brasileira em geral, entendemos, como funcionários e funcionárias do BNDES, que podemos contribuir para estimular o debate com a sociedade e trazer informações e conhecimento sobre o Banco e a sua importância para o desenvolvimento do país”, afirma.

    O conteúdo da campanha está sendo lançado por meio do portal www.precisamosfalarsobreobndes.com.br e pela difusão de dados nas redes sociais. O portal convida os leitores a conhecer mais a estrutura dessa instituição financeira. Informa qual é a diferença entre o BNDES e os demais bancos e indica como a sociedade pode ter acesso às informações sobre os financiamentos concedidos, quais empresas tiveram acesso aos recursos e em que condições. Apresenta, por exemplo, dados sobre os empréstimos feitos pelo banco à companhia JBS.

    O BNDES é uma das principais instituições financeiras do Brasil e o maior agente de financiamento de longo prazo, responsável pelo desenvolvimento de micro, pequenas, médias e grandes empresas e pela geração de empregos e negócios. Em 2016, o banco foi responsável por R$ 88,3 bilhões em desembolsos, com destaque para o financiamento de capital de giro para pessoas jurídicas.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Luciana Otoni
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS