Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 19 de maio de 2017

    TRÊS LAGOAS| Prefeitura recebe representantes do Sinted para nova reunião de negociação

    A administração analisará, mais uma vez, a contraproposta da categoria e na próxima semana apresentará um novo documento para análise da categoria

    © Divulgação
    A Prefeitura de Três Lagoas, nas pessoas do secretário de Finanças, Receita e Controle, Cassiano Maia e do secretário de Administração, Gilmar Tabone recebeu no Gabinete Municipal, na tarde desta sexta-feira (19), representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinted) que vieram apresentar uma contraproposta em relação à exposta na última reunião, realizada no dia 11 de maio de 2017, pela Administração Municipal.

    Na última proposta, enviada ao sindicato da categoria, consistia em um novo escalonamento, ou seja, nos novos modelos o índice de reajuste salarial deveria acompanhar a real situação financeira do Município levando em consideração a previsão de orçamento anual como indexador econômico para sua composição. Essa taxa de aumento seria considerada sobre o piso nacional atualizado, evoluindo gradativamente.

    © Divulgação
    No entanto, esse documento foi levado à assembleia realizada nesta sexta-feira (19) pelo Sinted e uma contraproposta foi alinhada, aonde seria aplicado o índice de 1.3201 sobre o Piso Nacional atualizado (R$ 1.149,40 para 20 horas), com efeito, a partir de janeiro de 2017. O documento propõe ainda a revisão dos índices de reajuste anual com novo escalonamento partindo do índice de 1.3201 para janeiro de 2017 e progredindo até alcançar em 2020 o índice de 1.6403.

    © Divulgação
    Além disso, a contraproposta prevê que o reajuste do Piso Nacional Salarial e a incorporação salarial deverão ocorrer sempre no mês de janeiro de cada exercício e que no mês de janeiro de 2021 representantes da Administração Municipal e Sinted deverão definir os índices para esse exercício (2021) até o ano de 2024, tendo como finalidade alcançar o previsto em lei que é o índice de 2,00, para professor com jornada de 20 horas.

    Por fim, foi proposto ainda que o pagamento dos retroativos deverão ser feitos a partir de 1º de janeiro de 2017, em parcelas mensais, até dezembro de 2017 e que ao grupo administrativo será concedido o reajuste salarial o percentual de 7,64%, retroativos a janeiro de 2017 e quitados até dezembro do corrente exercício.

    Cassiano Maia se colocou, mais uma vez, a disposição para analisar a proposta. “Temos que ser matemáticos e nos basear em uma lógica para que não assumamos compromissos que não poderemos arcar em um futuro, por isso me debruçarei novamente sobre o assunto e tentarei chegar a uma nova proposta que atinja os anseios da Administração e da categoria”, ressaltou.

    © Divulgação
    Apesar das negociações não terem gerados frutos concretos, são positivas, pois mostra que ambos os lados estão abertos a negociarem e que entendem atual situação financeira do país que, consequentemente, atinge Três Lagoas. Apesar das negociações não terem gerados frutos concretos, são positivas, pois mostra que ambos os lados estão abertos a negociarem e que entendem atual situação financeira do país que, consequentemente, atinge Três Lagoas.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS