Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 17 de maio de 2017

    Preso é encontrado morto, pendurado em grade de cela na Máxima

    Crime ocorreu no presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. (Foto: Arquivo)
    Rafael Lucas Ropelatto, 23 anos, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (17), dentro de uma cela da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande.

    De acordo com informações do boletim de ocorrência, Rafael estava pendurado pelo pescoço, junto a grade que fica ao fundo da cela 102, no Pavilhão III do presídio. O preso dividia a cela com cerca de 18 detentos.

    O caso foi registrado como morte a esclarecer e será investigado pela polícia. Todos os presos são considerados suspeitos.

    Segunda morte – No dia 5 deste mês, também foi encontrado morto na penitenciária. Manoel Gamarra, de 32 anos, estava com um corda envolvida no pescoço e foi achado logo após o banho de sol dos presos.

    De acordo com informações do boletim de ocorrência, por voltas das 08h30, os detentos do pavilhão 1, ala A e B, foram liberados para o banho de sol. Às 11h30 foi fechada ala A e depois a B e durante o fechamento desta última ala, no saguão superior, a vítima foi encontrada pendurada por uma corda que a envolvia pelo pescoço e seguia amarrada ao teto.

    Minutos antes do encerramento do banho de sol, ainda segundo o BO, os presos desta ala se reuniram na quadra e ecoaram gritos de ordem do PCC (Primeiro Comando da Capital) que diz: 'um por todos e todos por um. Se Deus é por nós quem será contra nós? PCC, PCC, PCC!'.

    Gamarra estava alojado na cela 111. Ainda não há informações sobre as circunstâncias da morte. A perícia técnica foi chamada e a ocorrência será investigada pela Polícia Civil como morte a esclarecer. A Agepen (Agência Estadual do Sistema Penitenciário) também apura o caso.


    Fonte: campograndenews
    Por: Luana Rodrigues
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS