Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 17 de maio de 2017

    Bolsa Atleta é ampliado em MS por intermédio de Marcio Fernandes

    © Marco Miatelo
    Nesta quarta-feira (17) foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, o projeto que amplia o Programa Bolsa Atleta em Mato Grosso do Sul, alterações que foram solicitadas através de indicação ao Governo do Estado pelo deputado Marcio Fernandes (PMDB) em 2015.

    Foram duas indicações encaminhadas há dois anos pelo parlamentar ao governador, Reinaldo Azambuja, solicitando estudos para suprimir o art. 10 e Parágrafo Único da Lei Nº4.262/12, que instituiu o Bolsa Atleta Estadual,

    O Art. 10 da referida Lei dispõe que os atletas que são contemplados com benefícios municipais e federais, não poderiam receber benefício do Bolsa Atleta Estadual.

    Segundo o deputado, o valor recebido não é suficiente para suprir as despesas de quem compete e leva o nome do Estado na sua modalidade.“Como ex-atleta e também no convívio com os atletas, sempre discutimos essa situação que muitas vezes impedem esses esportistas de participarem de campeonatos, afinal as despesas são muitas. É uma grande conquista para o esporte Sul-Mato-Grossense”, explica Marcio Fernandes.

    De acordo com o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de MS), Marcelo Miranda, assim que for sancionada a lei, será aberto o processo de seleção para as escolha dos atletas que irão receber a bolsa.

    Serão oferecidas 100 vagas para atletas de nível escolar, 50 bolsas para os nacionais, que são acima de 14 anos e já participam de eventos por todo País, além das 10 vagas para o Bolsa Atleta Pódio, no qual são os esportistas de alto rendimento, que já recebem apoio federal, mas terão também a ajuda estadual.

    Outras 20 vagas serão abertas para os técnicos, sendo 10 do nível estudantil e 10 para treinadores de atletas de alto rendimento. Os atletas de nível escolar recebem R$ 350,00, já na categoria nacional R$ 800,00, mesmo valor para os atletas pódio (R$ 800,00). Os técnicos terão a bolsa na quantia de R$ 500,00.


    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS