Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 21 de abril de 2017

    Resultado da avaliação de cotistas do concurso da AL será divulgado dia 24

    Previsão de chamar concursados é para mês de maio

    © Divulgação
    Na próxima segunda-feira (24), a FCC (Fundação Carlos Chagas) deverá divulgar os resultados da avaliação dos cotistas aprovados por meio da reserva de vagas no I Concurso Público de Provas e Títulos para Provimento de Cargos na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

    De acordo com a assessoria da Casa de Leis, a Comissão Organizadora do Concurso, informou que dos 115 candidatos negros convocados, 102 compareceram à entrevista de avaliação. Todos os 12 candidatos indígenas convocados participaram da avaliação e, dos 28 candidatos com deficiência aprovados, 24 foram à avaliação multiprofissional.

    Após a divulgação do resultado das entrevistas, no Diário Oficial da Assembleia Legislativa e no site da FCC, os candidatos desclassificados poderão apresentar recurso diretamente à Fundação, nos dias 25 e 26 de abril, por meio do site da instituição. Concluída a avaliação dos recursos, o concurso poderá ser homologado pela Casa de Leis.

    As entrevistas dos candidatos aprovados por meio da reserva de vagas foram realizadas no Centro de Saúde da Assembleia Legislativa, nos dias 10, 11 e 12 de abril.

    Convocação

    Com relação a convocação dos concursados, recentemente o presidente da Casa, deputado Junior Mochi (PMDB) disse que a previsão era de ser feitas para cerca de 40, no fim deste mês ou começo de maio.

    Antes disso ele afirmou que está na definição das renomeações dos comissionados que foram todos exonerados no dia 31 de março. Segundo Mochi, em entrevista recente, a expectativa é de definir quantos de fato serão chamados dos comissionados para logo na sequência convocar ao menos a metade dos concursados, de um total de 80 vagas que formas abertas.

    O total de comissionados exonerados foram 256 e deste já foi confirmado que voltaria somente 200 com a expectativa de ser menos. Até então cerca de 30 profissionais estão atuando da Assembleia sem serem oficialmente convocados para manter a Casa funcionando, de acordo com o presidente.

    Com relação aos demais concursados, a previsão era de que sejam chamados no próximo ano.

    Fonte: Midiamax
    Por: Mariana Anjos, com Assessoria
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS