Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 17 de abril de 2017

    ALCINÓPOLIS| Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda


    A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza começa nesta segunda-feira (17) e Alcinópolis não vai ficar de fora dessa. Este ano, a novidade é a inclusão dos professores da rede pública ativos, ou seja, que estejam dentro da sala de aula, com direito a receber a imunização gratuitamente no SUS. 

    A campanha vai até 26 de maio e o dia da mobilização nacional será em 13 de maio. Crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e portadores de doenças crônicas também estão incluídos. 

    Confira a escala de vacinação em Alcinópolis: 

    Semana de 17 de abril: Profissionais da Saúde e crianças de 06 meses a menores de 02 anos. Serão vacinados aqueles profissionais que atuam nos serviços essenciais da Saúde, que a ausência deles, caso fiquem gripados, comprometam o trabalho nas Unidades de Saúde. 

    Semana de 24 de abril: Gestantes, puérperas e crianças de 02 anos a menores de 05 anos. 

    Semana de 02 de abril: os demais grupos. 

    Documentação necessária

    Para recebe a imunização, todos os grupos são obrigados a apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS), documento pessoal para identificação e verificação de idade e caderneta de vacinação. 

    Comprovantes:

    -  Profissionais de saúde: deverão apresentar a carteira do conselho ou holerite atual.

    - Gestantes e puérperas: deverão apresentar o cartão da gestante, laudo médico ou exames de identificação. 

    - Indígenas: deverão apresentar cadastro na SESAI. 

    - Doentes Crônicos: deverão apresentar cópia de laudo médico ou equivalente ou prescrição, para arquivo na unidade. 

    - Professores: apresentação de holerite atualizado. 

    De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Célia Regina Furtado, seguindo orientações do Ministério da Saúde, não há vacinas suficiente para atender qualquer outra população que não esteja nos grupos prioritários, independente da origem da solicitação.


    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS