Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 16 de novembro de 2016

    Programa Afluentes recebe moradores do Iracy Coelho

    Divulgação

    Agentes de saúde e moradores do bairro Iracy Coelho participaram, hoje (16) de manhã, de uma visita à sede da Águas Guariroba e à principal estação de tratamento de água para conhecer como funciona o sistema de abastecimento de Campo Grande. A iniciativa faz parte do programa Afluentes, que visa a interação com a comunidade.

    A visita teve início às 8h30 com uma palestra que abordou a situação da distribuição de água no Brasil e no mundo, como é feito o tratamento da água que chega às residências, como detectar vazamentos, limpeza da caixa d’água e, também, aspectos relacionados ao esgoto como, a importância de se interligar as residências à rede de coleta e como é feito o tratamento dos resíduos. 

    Divulgação

    Willian Carvalho, gestor de Projetos Sociais, explicou que o bairro Iracy Coelho está no cronograma das obras de ampliação da rede de esgoto. “A meta para 2016 já foi alcançada, com um índice total de coleta de esgoto de 80%. Até 2025 toda Campo Grande deve estar atendida”, enfatiza Carvalho. A empresa de saneamento da Capital trata 100% do resíduo coletado.

    Após a palestra, os visitantes conheceram o Centro de Controle Operacional, onde todo o sistema de abastecimento é monitorado 24 horas por dia. Em seguida, estiveram na Estação de Tratamento de Água (ETA) na saída para Três Lagoas, a maior do município. No local, receberam informações sobre o processo de tratamento da água distribuída e puderam passear pelos tanques onde ocorre cada etapa.
    Divulgação

    Vanilde Macedo Alves, 53, achou tudo muito interessante. “Não tinha noção de nada”, comenta. Questionada sobre o que mais lhe chamou a atenção, ela destaca: “Me surpreendeu a limpeza dos filtros”. Com celular na mão ela fotografou tudo o que viu. “Vou passar tudo isso pro meu neto”, falou a avó.

    A agente comunitária de saúde, Leide Diniz, disse que não imaginava a complexidade do processo. Ela acredita que os esclarecimentos repassados vão contribuir para uma mudança de comportamento dos participantes quanto a confiabilidade na qualidade da água e mais: “Antes, só descobria que tinha vazamento quando vinha a conta”. Segundo ela, com as explicações oferecidas na palestra sobre como detectar vazamentos, o diagnóstico do problema poderá ser antecipado. 

    Adalina Lourenço da Silva, 62, não imaginava a forma como é feita a limpeza e filtragem da água. Após o término da visita à Estação de Tratamento, disse estar mais confiante em relação a água que consome. 

    Comunidade

    A Águas Guariroba mantém programas voltados à comunidade como o Afluentes, De olho no óleo (gincana em escolas para coleta de óleo de cozinha), Saúde Nota 10 (educação ambiental), Tarifa Social e o Viveiro de Mudas, que produz, anualmente, cerca de 50 mil mudas para recuperação de matas ciliares na zona urbana e rural de Campo Grande.



    Fonte: ASSECOM
    Por: Rogério Valdez


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS