Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 3 de novembro de 2016

    Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental define os finalistas de 2016

    Reprodução

    A Comissão Julgadora do Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental definiu os finalistas da edição de 2016, que vai distribuir R$ 50 mil em dinheiro para as melhores reportagens sobre saneamento em Campo Grande.

    Para cada uma das cinco categorias (Fotojornalismo, Jornal impresso, Webjornalismo, Telejornalismo, Radiojornalismo), foram selecionados dois trabalhos. Os campeões das categorias serão conhecidos em evento que será realizado no próximo sábado, 05/11, às 20 horas, no Yotedy.

    Na categoria Fotojornalismo, os trabalhos que obtiveram maior pontuação na avaliação dos jurados são dos fotógrafos André Bittar, do jornal O Estado MS, cuja foto fez parte da reportagem “Apenas 39% da população de MS tem acesso a coleta de esgoto” e Álvaro Rezende, do jornal Correio do Estado, com foto publicada na reportagem “Sobrevivência improvisada”.

    Na categoria Jornal Impresso as reportagens finalistas são “Sobrevivência improvisada”, de Milena Crestani, do jornal Correio do Estado, e “Crescimento do consumo de água exige novos hábitos na Capital”, de Osvaldo Junior, também do Correio do Estado.

    Na categoria Radiojornalismo, os trabalhos finalistas são “Saneamento, o básico da saúde”, da jornalista Ana Carolina de Souza, da Rádio Web MS, e “A importância do saneamento básico para a saúde”, da jornalista Elci Hoslback, veiculado na FM Cidade.

    Na categoria Telejornalismo os finalistas são Alysson Maruyama, da TV Morena, com a reportagem “Estudantes de Campo Grande criam tijolo ecológico a partir de resíduos da Estação de Tratamento de Água”, e Lú Bigattão, da TV Educativa, com a reportagem “Plantando água - Produtores da bacia do Guariroba”.

    Na categoria Webjornalismo, os trabalhos finalistas são de Anderson Viegas, do G1 MS, com a reportagem “Campo Grande tem 3ª maior evolução entre Capitais em cobertura de esgoto” e de Luana Ribeiro e Chloé Pinheiro, do Campo Grande News, com a reportagem “Saneamento ajuda, mas não é suficiente para salvar córregos de Campo Grande”.

    Em sua 7ª edição, o Prêmio Águas Guariroba de Jornalismo Ambiental distribuirá neste ano R$ 50 mil em valores líquidos, sendo que os primeiros colocados de cada categoria receberão R$ 7 mil e os segundos colocados levarão R$ 3 mil. Todos receberão um troféu assinado pelo artista Isaac de Oliveira.





    Fonte: ASSECOM
    Por: Rogério Valdez


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS