Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 29 de novembro de 2016

    Prefeito Neto cumpre decisão da justiça e suspende convocação do Concurso 2016

    Divulgação

    O prefeito Juvenal Neto (PSDB) e o secretário de Administração Planejamento e Finanças Modesto Aquino Filho estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (29) e decidiram cumprir a determinação do Poder Judiciário, suspendendo as convocações do Concurso de 2016, o qual ficará sob a responsabilidade do prefeito eleito, a partir de 01 de janeiro de 2017.

    Em conversa com o prefeito Juvenal Neto o mesmo esclareceu que foi impetrada Ação Popular por Rones Cézar Leal, candidato a vereador no último pleito eleitoral pela coligação adversária, conforme autos nº 0800678-48.2016.8.12.0054, pedindo o deferimento de liminar para suspender os atos lesivos de nomeação de servidores e de majoração de vencimentos nos 180 dias finais do atual mandato, bem como para determinar aos requeridos que se abstenham de editar tais atos, se não formalizados ainda. “Nós estaremos cumprindo a decisão da justiça e esperamos que o próximo gestor realize de imediato a convocação dos concursados e resolva a situação com tranquilidade.” – afirma Neto.

    Neto aproveitou a ocasião para ressaltar a importância dos servidores municipais frente à administração municipal e anunciou que o pagamento referente ao mês de novembro de 2016 será realizado no próximo dia 30. “O pagamento em dia e a antecipação do salário é uma forma de demonstrar que nossa administração tem valorizado os funcionários. Nós poderíamos fazer até o 5º dia útil, mas primamos por pagar sempre adiantado.”

    Para finalizar, o prefeito disse que já está em tramitação na Câmara de Vereadores o Estatuto do Servidores Municipais. Uma reivindicação antiga e que somente agora está se tornando realidade. Neto espera que os vereadores analisem com responsabilidade a matéria e votem favorável ao projeto por ser de interesse de todos os servidores do município.
    Reprodução



    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS