Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 2 de novembro de 2016

    Mau tempo deixa rastro de estragos em municípios do interior de MS

    Telhado de uma mecânica em Ivinhema foi levado pela força dos ventos. (Foto: Ullisses Santos)

    Ventos fortes acompanhados de pancadas de chuvas destelharam casas, derrubou árvores e deixou alguns municípios do Estado sem energia, na manhã desta quarta-feira (2). Por onde passou, a tempestade, alertada pelo Inmet (Instituo Nacional de Meteorologia), deixou rastro de estragos nos municípios do Estado.

    Em Bela Vista, a 322 quilômetros de Campo Grande o temporal que começou às 5h30 danificou casas e vários comércios. Uma residência na Rua Visconde de Taunay foi totalmente atingida pelo telhado da garagem da empresa Cruzeiro do Sul.

    Na Rua Antonio Vargas da Rosa, o vento derrubou árvores e parte do muro do Estádio Otávio Fontoura.

    Conforme o site Fronteira News, na Rua Barão do Ladário os toldos de ao menos dois estabelecimentos, entre eles uma veterinária, ficou danificado pela força do vento. Apesar dos estragos, não houve registro de pessoas feridas em decorrência da tempestade.
    Interior de oficina destelhada em Ivinhema. (Foto: Ullisses Santos)
    Muro do estádio Otávio Fontoura em Bela Vista caiu com a força do vento. (Foto: Ademir Mendonça)

    Situação semelhante ocorreu no município de Ivinhema, a 280 km da Capital. Conforme o Corpo de Bombeiros da cidade uma pancada de chuva às 8h30, derrubou ao menos três árvores nas vias.

    O telhado de uma oficina mecânica foi levado pelo vendaval e foi parar em cima de uma funilaria a alguns metros do endereço.

    Houve queda de energia no município, mas a distribuição já foi restabelecida. No momento, o tempo continua nublado na cidade. No entanto, em Sidrolândia, cidade distante 71 quilômetros da Capital, alguns bairros ainda continuam sem energia depois de temporal as 09h40 de hoje (2).

    Conforme informou o empresário Felipe Feitosa, de 25 anos, a forte pancada de chuva durou menos de 10 minutos. Por enquanto ainda não foi registrado chuva de granizo no Estado. Em Ponta Porã, na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai, chove desde a madrugada.

    O mal tempo não causou estragos mas o aeroporto da cidade segue interditado para pousos e decolagens, enquanto a nebulosidade não diminui. O tempo continua fechado mais ainda não chove em Corumbá.
    Sidrolândia sendo encoberta pela nuvem escura de chuva, esta manhã. (Foto: Felipe Feitosa)

    Em Dourados, a nuvem de chuva escura que encobriu toda a cidade resultou em um festival de belas imagens feitas pelos próprios moradores. O mal tempo comprometeu até mesmo a visitação aos cemitérios da cidade neste feriado de Dia de Finados.

    Tempo no Estado 

    O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para hoje (2) de tempestade para todas os municípios do Estado. Eram esperadas quedas de galhos de árvores, alagamentos, incidência de descargas elétricas, granizo, ventos de até 99 km/h e chuvas intensas entre 30 e 60 milímetros.

    As instabilidades começaram pela madrugada de hoje (2) com a chegada de uma frente fria no sudoeste, se desloca no sentido nordeste no decorrer do dia.
    Conforme o Inmet, a frente fria trará chuva forte, trovoadas e rajadas de vento acima de 60 quilômetros por hora. Mato Grosso do Sul terá mínimas de 15º C e máxima de 33º C neste feriado.

    Abaixo registro de leitores da chegada do temporal em Dourados e Ponta Porã.





    Fonte: campograndenews
    por: Adriano Fernandes
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/meio-ambiente/mau-tempo-deixa-rastro-de-estragos-em-municipios-do-interior-de-ms



    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS