Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 16 de novembro de 2016

    Marquinhos quer reforma na prefeitura ainda na gestão Bernal

    Marquinhos Trad - Arquivo

    O prefeito eleito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse durante sessão na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (16), onde cumpre seu mandato de parlamentar, que está encaminhando com o atual prefeito, Alcides Bernal (PP), o esboço da sua proposta administrativa para gerir o município a partir de 1 de janeiro de 2017.

    “Já falei com o Bernal sobre o tema e estou muito tranquilo. Esse período de transição tem sido conciliatório”, afirmou Marquinhos.

    Segundo ele, o prefeito Alcides Bernal pode encaminhar o pedido de reforma administrativa para apreciação da Câmara Municipal antes da sua posse. “Ou já no primeiro dia do meu mandato posso pedir uma sessão especial na Câmara para que a proposta de reforma administrativa seja votada”, ressaltou.

    Sobre o número de secretárias com as quais pretende trabalhar, o prefeito eleito disse que ainda não definiu quais ou quantas mudanças irão acontecer.

    “Com certeza vamos realizar mudanças, mas ainda estamos avaliando que secretarias são mais eficientes e efetivas. Devemos criar novas secretarias, extinguir outras e aquelas secretarias que já cumprem papel de coordenadoria serão transformadas em coordenadorias para reduzir custos”, declarou Marquinhos Trad.

    Atualmente 

    A prefeitura de Campo Grande tem 13 secretarias, além de 16 outros órgãos municipais, como a AGETRAN (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), AGEREG (Agência de Regulação dos Serviços Públicos), CECOM (Central de Compras), CGNOTÍCIAS (Comunicação), EGOV-SECAP (Escola de Governo do Município de Campo Grande), EMHA (Agência Municipal de Habitação), FUNDAC (Fundação Municipal de Cultura), FUNESP (Fundação Municipal de Esporte), FUNSAT (Fundação Municipal do Trabalho), GAPRE (Gabinete do Prefeito), IMPCG (Instituto Municipal de Previdência), IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia da Informação), Instituto Mirim, Ouvidoria Geral, PGM (Procuradoria Geral do Município) e PANURB (Instituto Municipal de Planejamento Urbano).



    Fonte: campograndnews
    por: aulo Nonato de Souza e Leonardo Rocha
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/prefeito-eleito-quer-reforma-na-prefeitura-ainda-na-gestao-bernal

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS