Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 19 de novembro de 2016

    Homem mais gordo do mundo emagrece e compartilha fotos do processo



    Atenção: antes de descer a barra de rolagem e ver as fotos, tenha consciência de que elas podem ser bastante chocantes, principalmente para pessoas sensíveis.

    Não há nada de errado em ser gordinho, mas algumas pessoas passam dos limites ao colocar a sua própria saúde em risco antes de procurar um tratamento adequado para tratar a obesidade mórbida. É o caso de Paul Mason, de 54 anos.
    Paul Mason em 1983, quando começou a ganhar peso

    Os problemas alimentares de Mason começaram no início dos anos 80, após a morte do pai. Nessa época, sua mãe também piorou de saúde e fez o jovem britânico começar a comer. Ele trabalhava como carteiro, mas precisou largar o emprego quando já não tinha mais capacidade de locomoção – Mason passou a viver em uma cama.

    Em 2002, um baque: os bombeiros precisam derrubar uma parede de sua casa para que Mason pudesse ser retirado com o auxílio de uma empilhadeira para ir até o hospital fazer uma operação de hérnia. Paul Mason pesava 445 kg.
    Paul Mason no auge da obesidade: 445 kg
    Cirurgias

    Em 2010, o governo britânico concedeu uma cirurgia bariátrica a Paul Mason. A redução de estômago foi o estopim para mudar de vida, mas era apenas o primeiro passo. Apesar de ter ganhado a cirurgia, ele não recebeu nenhuma operação de retirada de pele, pois os médicos britânicos queriam que Mason primeiro provasse ser capaz de se readequar e não engordar novamente.

    Para quem não sabe, reduzir o estômago não é sinal de emagrecimento: é preciso se readequar. Segundo pesquisas, cerca de 56% de quem opta pela redução bariátrica volta a engordar – e 5% ganha todo o peso novamente. De acordo com os médicos, a principal parte do processo é a reeducação alimentar.
    Após perder quase 300 kg, Paul acumulou pele flácida

    Desde que fez a operação, Mason perdeu quase 300 kg, mas acumulou bastante pele flácida. Insatisfeito com esse excesso, o britânico viajou até os EUA para fazer a retirada. Na primeira operação, cerca de 25 kg de pele foram extraídos do corpo de Mason.

    Quase metade dessa quantia foi removida da perna direita do homem. Agora, ele se sente mais apto a caminhar e a melhorar ainda mais sua saúde. “Eu sinto como se minha perna pesasse o mesmo que uma folha de papel ultrafina e não mais como um tronco de árvore”, brincou Mason.
    Equipe médica posa com os 25 kg de pele retirados de Paul

    Entretanto, outras cirurgias serão necessárias até que Paul Mason consiga retirar toda a pele que está sobrando. A próxima operação deve extrair o excesso dos braços, mas o homem já sente uma melhora significativa em sua vida.
    Noivado

    Paul Mason conheceu Rebecca Mountain pela internet. Atualmente, ele está com 127 kg e ela com menos da metade disso: 50 kg. A diferença não afeta Rebecca, que se apaixonou por Mason ao ver um documentário sobre o então “Homem Mais Gordo do Mundo”.

    “Ele é incrível, uma pessoa genuína. Ele é extremamente honesto e aberto sobre as dificuldades que passou. Eu só sabia que deveria tentar ajudar”, diz Rebecca. Os dois estão juntos desde 2013, e ela estava ao lado de Mason quando ele conseguiu pela primeira vez dar um curto passeio a pé pelo Central Park, após a retirada de pele.
    Rebecca e Paul durante passeio no Central Park


    Fonte: Mega Curioso
    Por: DIEGO DENCK


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS