Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 8 de novembro de 2016

    Hillary vence em Guam, ilha que tem tradição de revelar presidente eleito

    Apesar da fama, Guam não entra na contagem final de votos. Ilha 'acertou' resultado das eleições dos EUA dos últimos 32 anos.

    A candidata democrata, Hillary Clinton, vota em Chappaqua, Nova York (Foto: Andrew Harnik/AP Photo)

    A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, venceu o republicano Donald Trump em Guam, no Oceano Pacífico. Apesar de não ser considerada na contagem final de votos, a ilha tem a tradição de prever quem é o vencedor das eleições. Nos últimos 32 anos, acertou o candidato que ocuparia o posto - a única exceção foi em 1996, quando um tufão impediu a votação.

    Apurados os 32.071 votos depositados nas urnas da ilha, que está 15 horas à frente do horário de Washington, Hillary recebeu 71,63% do apoio contra 24,16% de Trump.

    Os votos de Guam, apelidada de "o local onde o dia começa nos Estados Unidos", são simbólicos, já que o território não tem representação no sistema de colégio eleitoral e não fornece delegados para determinar quem será o próximo presidente.

    A ilha de Guam é um dos cinco territórios que pertencem aos EUA com governo próprio. Os cidadãos nascidos ali passaram a ser considerados americanos a partir de 1950. Apesar disso, como não é um estado, os votos dos habitantes contam apenas nas eleições primárias.



    Do G1, com agências internacionais

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS