Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 18 de novembro de 2016

    Condenado pela Lava Jato, Bumlai consegue prisão domiciliar

    STF havia negado, a princípio; a defesa alega problemas de saúde

    José Carlos Bumlai, pecuarista sul-mato-grossense - Arquivo

    O pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, preso pela Lava Jato, cumprirá prisão domiciliar. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki autorizou o benefício na quinta-feira (17). As informações são do Estadão.

    Em parecer encaminhado ao Supremo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu a manutenção da prisão preventiva de Bumlai. Ele foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção passiva no âmbito da Lava Jato.

    Bumlai foi preso em novembro do ano passado e chegou a permanecer em regime domiciliar por cerca de cinco meses por razões de saúde. No entanto, voltou à prisão após fim de tratamento médico.

    A defesa do pecuarista recorreu ao STF pedindo que ele permanecesse em recolhimento domiciliar, com tornozeleira eletrônica, até julgamento do mérito sobre a prisão. À época, Teori negou o pedido da defesa para que Bumlai continuasse a cumprir a pena em casa. Agora, o ministro reconsiderou sua decisão, permitindo o recolhimento domiciliar.



    Fonte: campograndenews
    por: Mayara Bueno

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS