Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 8 de novembro de 2016

    Comissão conclui julgamento do Prêmio MS Industrial de Jornalismo 2016 e finalistas serão conhecidos dia 11

    Divulgação

    A Comissão de Julgamento do Prêmio MS Industrial de Jornalismo 2016 concluiu a análise dos 70 trabalhos inscritos nas modalidades Capital e Interior, que juntos vão receber R$ 72 mil em dinheiro distribuídos entre os primeiros e segundos lugares, além de duas viagens para a cidade de Las Vegas, no Colorado (EUA), com direito a acompanhante e tudo pago, concedidas aos vencedores do Grande Prêmio das duas modalidades.
    .
    Após análise das matérias, os integrantes da banca julgadora deram notas, que agora serão somadas e o resultado será homologado pelo Comitê Organizador, composto pelos diretores da Fiems Julião Gaúna, Altair da Graça Cruz e Robson Moreira. Concluindo essa etapa, a previsão é de que os nomes dos 14 finalistas sejam anunciados na próxima sexta-feira (11/11).

    Neste ano, o júri foi composto pelos jornalistas Adriana Nicácio, assessora de imprensa da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Mara Schuster, assessora de imprensa do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), professor-doutor Oswaldo Ribeiro, coordenador do curso de Jornalismo da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Fernando Rodrigues, coordenador de Comunicação do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul (TRT/MS), e Robson Del Casale Moreira, diretor de Comunicação e Marketing do Sistema Fiems.
    Divulgação

    Credibilidade

    Na avaliação de Robson Moreira, desde que foi montada a Comissão a ideia era que ela fosse composta por integrantes isentos e independentes. “E foi isso que conseguimos, trazendo uma jornalista da CNI, entidade que tem vasta experiência em prêmios de jornalismo, do MDIC, que tem tudo a ver com a linha do prêmio, optamos também pelo meio acadêmico, representado por um professor-doutor e coordenador de Jornalismo da UCDB, e pela assessoria do TRT, que é uma das áreas de atuação da Federação no que diz respeito à saúde e segurança do trabalho. Essa composição faz com o que o júri seja isento e dê credibilidade ao Prêmio, para que os jornalistas que participam saibam que os materiais foram avaliados de forma técnica e independente”, disse.

    A premiação será entregue em uma grande festa, que será realizada no próximo dia 18 de novembro, no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), quando também serão homenageados os profissionais da imprensa sul-mato-grossense. O suspense fica em torno do apresentador do Prêmio MS Industrial de Jornalismo deste ano, que, como sempre, será um nome de peso do jornalismo nacional e será revelado às vésperas do evento.

    Premiação

    Os trabalhos foram avaliados pela Comissão de Julgamentos nas categorias Jornalismo Impresso, Internet, Fotojornalismo e Telejornalismo - esse é apenas para a modalidade Capital -, sendo que de cada uma delas serão selecionados dois finalistas. Os primeiros colocados em cada uma das quatro categorias da modalidade Capital levarão o prêmio de R$ 9 mil, enquanto os segundos colocados ganharão R$ 3 mil cada um.

    Já na modalidade Interior os primeiros colocados em cada uma das três categorias receberão R$ 6 mil, enquanto os segundos colocados receberão R$ 2 mil cada um. O Grande Prêmio para os campeões das modalidades Capital e Interior, que será entregue para aqueles que obtiverem as maiores notas nas duas modalidades, será uma viagem para Las Vegas para cada um, com direito a um acompanhante cada, incluindo passagens aéreas de ida e volta, traslado e hospedagem de cinco dias e quatro noites.




    Fonte: ASSECOM
    Por: Daniel Pedra

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS