Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 17 de novembro de 2016

    Com novo bloco, Senai de Campo Grande abre 2,4 mil novas vagas a partir de 2017

    Divulgação

    Dando continuidade à entrega de obras cujos investimentos totalizam R$ 54 milhões para Mato Grosso do Sul, o presidente do Sistema Fiems, Sérgio Longen, acompanhado do presidente da CNI, Robson Braga, do governador do Estado, Reinaldo Azambuja, e autoridades inauguraram, na tarde desta quinta-feira (17/11), o novo bloco do Senai de Campo Grande e o Memorial da Indústria. Os prédios receberam investimentos de R$ 19.562.410,50 e estão localizados no cruzamento da Avenida Bandeirantes com a Avenida Afonso Pena, no Bairro Amambaí.
    Divulgação

    Com a inauguração do novo bloco, o Senai abre 2,4 mil novas vagas nos cursos oferecidos pela instituição e, com as atuais 1,4 mil vagas já disponibilizadas, passa a oferece 3,8 mil vagas aos interessados em se qualificar para o mercado de trabalho a partir do próximo ano. Em pronunciamento durante a solenidade de inauguração, Sérgio Longen ressaltou a contribuição das obras para toda a sociedade sul-mato-grossense e afirmou que todos os recursos são oriundos de parceria com a CNI. 
    Divulgação

    “Nós empresários estamos contribuindo com o desenvolvimento da indústria e do País, o que é um compromisso nosso. São cerca de quase R$ 60 milhões que neste dia estamos entregando para o Estado, com ações que dão apoio a indústria sul-mato-grossense. O Senai acaba contemplando a todos nós da indústria de Mato Grosso do Sul, com ações de fomento e fortalecimento do setor e também à sociedade como um todo, que passa a ser beneficiada com educação e qualificação. É uma satisfação muito grande para nós, diretores desta casa e colaboradores do Sistema Indústria”, declarou o presidente da Fiems.

    Repercussão

    O presidente da CNI, Robson Braga, também falou sobre a contribuição voluntária que os empresários possibilitam à sociedade e como a qualificação da mão-de-obra contribui para o crescimento da economia. “Nós estamos de maneira espontânea fazendo a gestão dos recursos que nos são colocados pelas empresas brasileiras e fazemos isso com muito orgulho e responsabilidade, mas também com muito idealismo. Hoje é um dia glorioso, porque dentro da nossa agenda está a defesa do setor industrial brasileiro, e também uma agenda muito positiva que é voltada para a educação, qualificação e produtividade, o que é uma obsessão de todos nós empresários para propiciar o desenvolvimento e competitividade”, afirmou, emendando que estudos da CNI demonstram que mais de 75% dos alunos que fazem curso do Senai são empregados no mercado de trabalho e, com isso, conseguem aumentar em cerca de 24% a renda familiar.

    O governador Reinaldo Azambuja destacou os ganhos para o Estado com a inauguração das obras. “Hoje é uma alegria muito grande para Mato Grosso do Sul. Tanto em Três Lagoas, com a nova Escola do Sesi, quanto com a Fatec Senai em Campo Grande são investimentos bem aplicados e bem concebidos que trazem para nosso Estado formação e qualificação de uma mão-de-obra, o que fortalece a economia local. Investindo no Estado com obras que vão atender a comunidade e os filhos dos trabalhadores da indústria e agora com a Faculdade do Senai, que vai trazer educação, inovação e tecnologia que, não tenho dúvida, é uma das alternativas para o País poder sair mais rápido da crise”, disse.

    Estrutura

    Com área construída de 5.142,73 m² e quatro pavimentos, o novo bloco do Senai de Campo Grande terá, no térreo, uma oficina de solda, uma oficina de metalmecânica, uma oficina automotiva, uma oficina de logística e cinco salas de aula. Já no primeiro andar o bloco terá oficina de costura, maquete da logística e sete salas de aula, enquanto no segundo andar estará a novidade do novo bloco: a parte de refrigeração industrial, refrigeração comercial e residencial, além de sala de aula de metrologia, laboratório de estrutura de rede, laboratório VOIP, laboratório de rede, laboratório de manutenção microc e duas salas de aula – o terceiro andar está destinado para depósitos e caixa de água.

    O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, reforça que as áreas de refrigeração e TI (Tecnologia da Informação) serão voltadas para atender à crescente demanda por mão de obra nesses dois segmentos. “Os investimentos no Senai de Campo Grande não são só para ampliação na capacidade de atendimento. Na verdade, o que é prioritário é levar modernização em ambientes amplos e mais adequados ao atendimento de nossos alunos. Além de novas áreas tecnológicas, como a de refrigeração e climatização e a de tecnologia de informação e comunicação. E a nossa ideia é expandir todas as modalidades de cursos para essas novas áreas incluindo os cursos superiores”, declarou.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Daniel Pedra


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS