Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 12 de novembro de 2016

    Chinês que perdeu orelha recebe órgão temporariamente no braço

    Órgão artificial foi feito com cartilagem retirada das costelas. Orelha nova é implantada antes no braço para aderir à pele.

    Fotos da orelha no braço foram divulgadas pela agência Reuters nesta quarta-feira (9) – China Daily/via Reuters

    Um paciente chinês, que perdeu a orelha direita em um acidente, teve uma orelha artificial - feita com cartilagem retirada da costela do próprio paciente - implantada temporariamente em seu braço no hospital da Universidade Xi'an Jiaotong, em Xi'an, na província de Shaanxi, na China.

    A técnica, aplicada em pacientes que passam por acidentes ou doenças que danificam órgãos como o nariz ou a orelha chama-se "retalho pré-fabricado" ou "retalho pré-moldado".

    Pacientes que passam por acidentes ou doenças que danificam órgãos como o nariz ou a orelha têm como alternativa de reparação a técnica de "retalho pré-fabricado" ou "retalho pré-moldado".
    Essa técnica é indicada em situações de exceção - China Daily/via Reuters

    Quando ocorre a aderência da cartilagem à pele dessa região, o órgão artificial é transplantado para substituir o órgão original, danificado. Com essa técnica, o paciente fica durante um período que vai de algumas semanas até alguns meses com o órgão artificial em uma parte diferente do corpo.

    De acordo com o médico Julio Morais, professor assistente da disciplina de Cirurgia Plástica da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), essa técnica é indicada em situações de exceção: quando, por exemplo, a área onde o novo órgão deve ser implantado está traumatizada, com feridas abertas ou danificada por radioterapia.

    Nesse caso, prepara-se a estrutura a ser implantada em outra região, mais sadia, e quando a cartilagem está aderida à pele, a estrutura toda é transplantada para o lugar definitivo. Morais conta que os primeiros estudos descrevendo esse método foram publicados na década de 1970 e que ele fez a primeira cirurgia do tipo no Brasil em 1980.



    Fonte: S1Notícias


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS