Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 24 de novembro de 2016

    CCR MSVia informa| Locais onde há intervenções no tráfego na BR-163/MS

    Reprodução

    De forma a proporcionar melhores condições de trafegabilidade e mais segurança aos usuários da BR-163/MS, a CCR MSVia realiza obras e serviços de melhoria em trechos da rodovia. Da mesma forma, em alguns locais, a Concessionária implanta desvios no tráfego.

    Segundo o Serviço de Atendimento ao Usuário – SAU, mesmo com a sinalização efetiva em todos os locais, a redução da velocidade é determinante para garantir a segurança de todos. Dessa forma, o motorista consegue antecipar-se a eventuais imprevistos que podem acontecer no trajeto.

    Pontos com desvio de tráfego:
    • Sonora – entre os kms 828 e 826;
    • Rio Verde de Mato Grosso – entre os kms 704 e 703;
    • São Gabriel do Oeste – entre os kms 626 e 624;
    • Bandeirantes/Camapuã – no km 591;
    • Bandeirantes/Rochedo – entre os kms 535 e 534 e
    • Campo Grande – no km 432.
    Pontos com pare-e-siga:
    • Pedro Gomes/Coxim - entre os kms 778 e 774;
    • Rio Verde de Mato Grosso – entre os kms 699 e 698;
    • São Gabriel do Oeste – entre os kms 612 e 611 e entre os kms 602 e 600;
    • Nova Alvorada do Sul/Sidrolândia - entre os kms 416 e 414;
    • Rio Brilhante – entre os kms 343 e 341;
    • Dourados – entre os kms 250 e 249;
    • Juti – entre os kms 167 e 165;
    • Itaquiraí – entre os kms 113 e 111 e no km 93;
    • Eldorado – entre os kms 55 e 54 e entre os kms 32 e 31;
    • Mundo Novo – entre os kms 9 e 7.
    Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas. Todos os locais estão sinalizados.

    A CCR MSVia alerta que o cronograma de obras e serviços é dinâmico, ou seja, outros pontos de intervenção com pare-e-siga ou desvio de tráfego podem ocorrer ao longo do dia. Acompanhe a evolução da situação de tráfego da BR-163/MS por meio do site www.msvia.com.br em tempo real, ou ligue para o Disque CCR MSVia pelo 0800 648 0163 (ligações gratuitas, inclusive para celulares).



    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS