Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 18 de novembro de 2016

    AND promove debate nacional com indústrias automotivas

    Divulgação

    A Associação Nacional dos Detrans (AND) promoveu nesta sexta – feira (18), em São Paulo, um encontro com os Departamentos Estaduais de Trânsito, Departamento Nacional (Denatran) e Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea). Foram discutidas novas tecnologias de segurança veicular, evolução da frota nacional e possíveis avanços do trabalho conjunto entre indústrias e poder público.

    “Esta sinergia entre diferentes atores envolvidos no trânsito é essencial para solucionar os problemas que enfrentamos hoje. O diálogo que a AND permite e esta articulação que a Associação realiza com setor público e privado é o caminho para assegurar um trânsito mais seguro. Precisamos de cooperação e este tipo de atividade é fundamental”, destacou o diretor do Denatran e presidente do Contran, Elmer Coelho Vicenzi.

    Divulgação

    “A missão da AND é ser um fórum de debates e acreditamos que, juntos, é possível fazer mais. Os Detrans estão na ponta do atendimento ao público e têm uma relação mais direta com os cidadãos, então conseguem ter uma visão mais ampla dos problemas”, lembrou o presidente da AND e diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad.

    “Esta aproximação contribui para o debate da evolução da indústria automotivo, dentro das condições do mercado brasileiro. O período é difícil para o setor industrial, mas na nossa visão chegamos a uma fase de estabilidade e devemos voltar a crescer a partir de 2017 e 2018 e sabemos que a motorização envolve melhorias de infraestrutura, capacidade das cidades e conscientização dos condutores. Para isso, devemos trabalhar juntos e encontrar soluções de forma integrada”, destacou o presidente da Anfavea, Antônio Megale.

    Avanço

    Hoje o Brasil conta com 33 montadoras e 67 fábricas de veículos automotores. As indústrias estão presentes em 10 Estados e 53 municípios brasileiros, empregando 1.5 milhão de pessoas.

    “Uma das maiores preocupações do setor hoje é com a segurança veicular. Já temos normatização e prazo para implantar melhorias e sistemas Inteligentes, autônomos, já integrados aos veículos. É a tecnologia aliada para evitar erros humanos, como sistema anti-fadiga, aviso de outro veículo no ponto cego, sistema de controle de mudança brusca de faixa involuntária, além da conectividade”, conta Marcus Vinicius Aguiar, vice-presidente da Anfavea.

    O Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), lançado este mês pelo Denatran e o Sistema de Identificação Eletrônica, criado pelo Paraná para atender o Siniav (Sistema de Identificação Automática de Veículo), também foram abordadas.

    Estados

    A participação dos Detrans deve acontecer em todas as etapas, principalmente no processo de renovação da frota. “É preciso pensar em políticas permanentes de renovação de frota para evitar acidentes com carros em mau estado de conservação, principalmente aqueles com mais de 15, 20 anos. Isso envolve os Estados, na medida que deve exigir inspeção técnica periódica e melhorias na questão dos desmanches e destinação final”, defende o diretor de veículos do Detran São Paulo, Israel de Souza.



    Fonte: ASSECOM
    Por: Núria Bianco


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS