Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 18 de novembro de 2016

    Águas Guariroba doa mudas para Escola Maria Lúcia Passarelli

    Divulgação

    A Águas Guariroba doou 250 mudas de árvores nativas do cerrado à Escola Municipal Maria Lúcia Passarelli, no bairro Aero Rancho, para contribuir com o projeto de arborização da instituição de ensino. Do total de mudas doadas, 30 foram plantadas nesta sexta-feira (18), à tarde, por alunos do sétimo e oitavo anos e o restante será distribuído à comunidade neste sábado (19), pela manhã, na feira cultural que será realizada na escola.

    A iniciativa do projeto partiu do professor de geografia e gestor ambiental, Francisco Gomes Vieira, mais conhecido como Tito. O educador viu a necessidade “urgente”, segundo ele, de arborizar o estacionamento da escola, que tinha apenas uma árvore plantada. No início, plantou 24 mudas cultivadas por ele.

    Para incentivar o trabalho do professor, a direção da escola, tendo conhecimento do programa ambiental da empresa de saneamento, solicitou a doação de mais plantas.

    Tito acredita que, além de proporcionar sombra para os alunos, as árvores também “vão despertar nos estudantes o gosto pela natureza”. O resultado esperado foi imediato, como expressa Pedro Henrique Sabino de Souza, 12, do 7º ano: “as árvores inspiram a gostar mais do meio ambiente e do lugar onde a gente vive e também, embelezam a escola”, finaliza o garoto. 

    Alisson Fabrício Alves Mota, 13, do 8° ano, diz que a atividade foi positiva em vários aspectos: “o plantio serviu para unir os grupos formados na sala de aula” e, ainda, “é um exemplo e incentivo para as famílias plantarem árvores em suas casas”.

    Segundo Maurilza Vieira de Jesus, apoio pedagógico educacional, o projeto vai envolver os 1.600 alunos da escola, do pré ao 9° ano. Além do plantio, os estudantes também vão aprender a colocar estacas para proteger as plantas pequenas, limpar o entorno da raiz e molhá-las adequadamente.

    Mudas

    As plantas doadas foram cultivadas no Viveiro da Águas Guariroba. O local produz, anualmente, cerca de 50 mil mudas de espécies nativas do cerrado, destinadas à recuperação de matas ciliares na zona rural e à arborização da área urbana de Campo Grande.



    Fonte: ASSECOM
    Por: Rogério Valdez


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS