Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 19 de outubro de 2016

    Senador Pedro Chaves libera junto a Funasa R$ 1,9 milhões para obras de esgotamento sanitário em Maracaju

    Foto : Luciana Novaes

    Atendendo a pedido formulado pelo Senador Pedro Chaves (PSC-MS), a FUNASA através do seu Presidente, Henrique Pires, liberou para o Governo do Estado a 1ª parcela de R$ 1.977.594,08 para ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Maracaju, referente ao Convênio PAC 0171/2012.

    “Estive reunido com Henrique Pires, Presidente da FUNASA no final de agosto, pleiteando a liberação de mais de R$ 61 milhões de reais do Programa de Aceleração do Crescimento, conhecido como PAC FUNASA, para atender 15 municípios de Mato Grosso do Sul. O Presidente ficou de analisar cada um dos Convênios e, conforme fossem sanadas pendências técnicas e disponibilidade de caixa, seriam liberados os pagamentos das referidas parcelas”, explicou o senador.

    O Convênio de Maracaju refere-se à Execução de 4.470 metros de rede coletora, 2 (duas) Estações Elevatórias, 1 (uma) Estação de Tratamento de Esgotos. O investimento no município será de R$ 7,8 milhões de reais, sendo R$ 6,6 milhões da FUNASA e o restante contrapartida da SANESUL. 

    “O município de Maracaju é o primeiro e, tenho absoluta certeza que ao longo das próximas semanas divulgaremos as novas liberações e, com isso as obras não iniciadas darão início e àquelas paralisadas por pendências técnicas, documentação ou prestação de contas, serão retomadas e, a nossa população beneficiada com esse importante serviço” disse o senador.

    Conforme apresentado a FUNASA, o Estado está com oito licitações efetuadas, com Ordens de Início emitidas, no entanto, com a não liberação de parcelas pela FUNASA, as mesmas não haviam sido iniciadas. Também existem sete municípios com as obras paralisadas ou suspensas por falta de disponibilização das parcelas finais.

    “Tenho pleno conhecimento da importância desses recursos para a melhoria da qualidade de vida da nossa população, porque investir em saneamento significa investir em saúde. Fico muito contente com essa notícia me passada pelo Presidente Henrique Pires e, convicto do atendimento de todos os pleitos. Nunca é demais lembrarmos que a própria Organização Mundial de Saúde afirma que, para cada R$ 1 investidos em saneamento, economiza-se R$ 4 reais em custos de saúde. ”, afirmou Pedro Chaves.




    Fonte: ASSECOM

    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS