Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    domingo, 16 de outubro de 2016

    Se você só pensa em sexo, aumente seu repertório com essas 9 curiosidades

    Reprodução

    Vamos ver se você é mesmo um sabichão e entende tudo quando o assunto é sexo – falar aquilo que todo mundo sabe é fácil. O tópico parece ser simples e, em alguns casos, até meio previsível, mas sempre tem uma coisinha ou outra que você pode descobrir a respeito do assunto mais popular do mundo. As informações a seguir só vão aumentar seu conhecimento a respeito de sexo e, convenhamos, isso sempre é uma coisa boa:

    1 – Benefícios do sexo oral

    Fonte da imagem: Reprodução/Bien

    Você está cansado de saber que mulheres grávidas passam por um período bastante delicado no início da gestação, época em que costumam ter muitos enjoos, principalmente pela manhã. De acordo com o psicólogo Gordon Gallup, da Universidade do Estado de Nova York, em Albany, mulheres que ingerem o esperma de seus companheiros tendem a ter menos enjoo.

    Gallup é especializado em competição reprodutiva e comportamento e acredita que as náuseas sentidas pela mãe podem significar que o corpo dela está tratando o material genético masculino como algo invasor. Segundo ele, ingerir o mesmo esperma que o corpo está negando seria uma forma de acabar com a rejeição. A prática do sexo oral pela manhã seria uma boa ideia às futuras mamães. Logicamente, a teoria de Gallup ainda não foi comprovada e novos testes precisam ser realizados. A escolha é de cada casal.

    2 – Qual é a média?

    Fonte da imagem: Reprodução/Shock-awe

    Uma pesquisa realizada pela marca de preservativos Durex revelou que as pessoas fazem sexo em média 103 vezes por ano, o que equivale a 1,98 vezes por semana. A prática sexual tem muitos benefícios, incluindo aumento de energia e alívio no stress. O importante é usar métodos contraceptivos e preservativos caso você não esteja a fim de ter um filho ou, pior, contrair alguma doença sexualmente transmissível. Resolvendo essa questão e com camisinha em mãos, divirta-se!

    3 – Adeus, desculpa da dor de cabeça

    Fonte da imagem: Reprodução/Inside919

    A dorzinha de cabeça sempre foi usada como desculpa por muitas pessoas por aí e, mesmo quando a dor era real, havia o medo de ela atrapalhar a relação. O fato é que o que ocorre é justamente o contrário: fazer sexo pode curar dores de cabeça, de acordo com o especialista Dr. Vincent Martin. Ele defende a ideia de que o aumento da serotonina, algo que ocorre durante a relação sexual, ajuda a diminuir as dores de cabeça.

    Antes de sair por aí comemorando o fim das desculpas, é preciso que você saiba que essa não é uma regra. Nem todas as dores de cabeça são curadas com o aumento de serotonina – menos ainda se forem enxaquecas, que são as dores com mais intensidade. De qualquer forma, talvez você se divirta mais e gaste menos com a aspirina.

    4 – Coceirinha tão boa quanto o sexo

    Fonte da imagem: Reprodução/Telegraph

    Você sabia que tem gente por aí dizendo que a sensação de tornozelos massageados é tão boa quanto a de fazer sexo? Bizarro, né? Mas tenha calma e, antes de começar a se coçar, continue a ler o texto, pois tem bastante coisa vindo por aí.

    Pesquisadores da Carolina do Norte, nos EUA, usaram voluntários saudáveis que deveriam, primeiramente, coçar algumas partes do corpo: antebraço, tornozelo e costas. Para fazer isso, contudo, eles deveriam contar com uma planta alergênica conhecida como feijão-da-flórida. A intenção era justamente deixar a pele irritada.

    As conclusões foram as de que o tornozelo foi a região com mais coceira e com maior prazer vindo por meio dessa coceira, mais ainda do que as costas, região mais bem conhecida por proporcionar prazer por pequenos arranhões.

    5 – O comprimento do dedo

    Fonte da imagem: Shutterstock

    Você já reparou como as pessoas são engraçadas ou estranhas com relação às medidas e características de seus órgãos sexuais? No caso dos homens, então, é ainda pior: o tamanho do pé e a distância entre a ponta do dedo indicador e o polegar são frequentemente usados como referência nessa corrida maluca para ver quem tem o maior... Você sabe.

    Se para você tamanho ainda é documento e réguas não existem, vamos a mais uma maneira de saber qual é o tamanho do pênis de um homem: a mão deve ficar esticada e, se os dedos anular e indicador forem incompatíveis, o pênis deve ser mais longo do que o de homens com os dedos mais posicionados no mesmo nível. E aí, meninos, vocês já conferiram seus dedos hoje?

    6 – A cabeça masculina

    Fonte da imagem: Reprodução/twodaymag

    Você já deve ter ouvido que homens pensam em sexo a cada sete segundos, não é mesmo? Alguns estudos recentes apontam, contudo, que homens jovens têm pensamentos sobre sexo 18 vezes durante o dia – as mulheres pensam 10 vezes. Mas mais ainda do que sexo, a mente masculina pensa muito em comer e dormir.

    7 – A cura

    Fonte da imagem: Reprodução/djspleen

    Essa é bem interessante: você sabia que os vibradores, brinquedinhos sexuais bastante populares atualmente, foram inventados para fins medicinais no século 19? Os médicos induziam orgasmos em suas pacientes para que elas tivessem seus sintomas de histeria diminuídos e, consequentemente, ficassem mais relaxadas e felizes. Há até um filme que fala sobre o assunto — você pode assistir ao trailer aqui.

    8 – Falando em orgasmo...

    Fonte da imagem: Reprodução/louisvilleacupunctureclinic

    Desmond Morris é autor de um livro polêmico no qual defende a teoria de que o orgasmo feminino faz parte da seleção natural, sugerindo que a função do prazer não é apenas provocar interesse sexual, mas também deixar a mulher exausta a ponto de permanecer deitada para melhor receber o esperma de seu parceiro. Será mesmo?

    9 – Comprimidinho azul

    Fonte da imagem: Reprodução/Nadlanu

    Parece que não há mais como negar: o Viagra está cada vez mais comum entre os homens já não tão jovens assim. Depois dos 40, 5% afirmam precisar de um empurrãozinho na hora H. Após os 65 anos, o percentual aumenta para 15 e pode chegar a 25.

    Outro fato a respeito do sexo entre os mais maduros que você: 46% dos cinquentões afirmam fazer sexo uma vez por semana e – meninos, prestem atenção – 86% dos homens com mais de 50 afirmam que o sexo já não é tão cheio de pressão. Aparentemente, como muita coisa na vida, o sexo fica melhor com a idade.




    Fonte: Mega Curioso / ODDEE
    Por: Daiana Geremias
    Imagens: SHUTTERSTOCK

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS