Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 28 de outubro de 2016

    No último programa, candidatos citam propostas e esquecem ataques

    Marquinhos aproveita último programa para apresentar propostas em diferentes áreas e Rose Modesto falou sobre a campanha e como criou os projetos para cidade

    Reprodução

    Os candidatos a prefeito de Campo Grande preferiram apresentar propostas, relatar como foi a campanha e contar um pouco de suas histórias, ao invés de fazer ataques, no último programa de televisão, antes da eleição do 2° turno, no próximo domingo (30). 

    Marquinhos Trad (PSD) preferiu dedicar o seu tempo para apresentar propostas, que anunciou durante a campanha, em diferentes áreas. Para saúde, mencionou a criação das clínicas da família, que terão especialistas, pediatras e ginecologistas. Também prometeu terminar as obras dos ceinfs, assim como garantir merenda e material escolar desde o primeiro dia de aula.

    Na mobilidade urbana, disse que vai criar uma rede de comunicação para ajustar os semáforos, assim como melhorar o transporte coletivo e criar mais três corredores de ônibus. Também citou o recapeamento e asfalto de 281 km em vias urbanas, um viaduto na Avenida Gury Marques, revitalização do centro da cidade e impulso no setor de turismo.

    Espera adequar a "Área do Papa", para a realização de eventos de cultura e lazer. Marquinhos fez questão de dizer que não vai "terceirizar" a saúde, irá fazer uma educação de qualidade, além de investir em segurança. Ainda ressaltou que fez uma "campanha limpa", com "propostas reais" para população.

    Já Rose Modesto (PSDB) começou contando como foi sua campanha, lembrando que ela cresceu nas ruas da cidade e que houve o cuidado de ouvir os representantes de todos os segmentos da sociedade. "Assim houve debate de ideias e sugestões para formar o plano de governo". Ressaltou que percorreu todas as regiões e pode conhecer as necessidades do campo-grandense.

    Ela agradeceu a família, colaboradores e amigos pelo apoio e ponderou que primeiro ouviu a população, para depois construir suas propostas. Também lembrou da sua origem, ao dizer que já passou pelos mesmos problemas das "pessoas comuns", como esperar ônibus, ir atrás de médicos nos postos de saúde e lidar com dificuldades financeiras na família.

    Rose também defendeu uma gestão coletiva, ao mencionar que "ninguém faz nada sozinho". O seu candidato a vice, Cláudio Mendonça (PR), também participou, dizendo que durante as caminhadas nos bairros, pode conhecer a realidade da cidade. Ele defendeu um modelo de gestão moderno, realizando uma "nova política" para Capital.



    Fonte: campograndenews
    Por: Leonardo Rocha
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/no-ultimo-programa-candidatos-citam-propostas-e-esquecem-ataques

    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS