Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 26 de outubro de 2016

    Hospital do Trauma pode ficar pronto antes do previsto, diz governador

    Obra foi retomada em junho e a previsão era de que fosse concluída em um ano 

    Ao lado da Santa Casa, obra do hospital retomada em junho estava parada desde 2012

    Em visita ao hospital São Julião na manhã desta quarta-feira (26), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que há possibilidade do hospital do Trauma de Campo Grande ficar pronto antes do prazo de 12 meses. A construção foi retomada em junho e a previsão era de que fosse concluída em um ano. 

    Às 7h30, Azambuja visita o Hospital São Julião, onde serão realizadas
     atividades da Caravana da Saúde. (Foto: Fernando Antunes)
    Conforme o governador, um convite do presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Esacheu Nascimento, que irá administrar o hospital do trauma, motivou a visita a obra, marcada para às 15h30 de hoje. “Vamos fazer uma vistoria das obras, que estão adiantadas, para verificar a possibilidade de adiantamento do prazo”, disse.

    Detalhes sobre o adiantamento da obra do hospital e se ele será possível serão confirmados durante a vistoria à tarde, segundo Reinaldo.

    O projeto do Hospital do Trauma teve início na década de 1990 e sofreu várias paralisações ao longo desse tempo. Até que, em janeiro deste ano, o então ministro da Saúde, Marcelo Castro, esteve em Campo Grande e assegurou a retomada da obras, ao assinar documento junto com o governador Azambuja, o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP) e o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento.

    No dia 16 de junho, foi assinada a OS (Ordem de Serviço) para que a obra do hospital, paralisada desde 2012, fosse retomada, com previsão de término no final do primeiro semestre do próximo ano.

    Quando ficar pronta, pela estrutura prevista, o Hospital do Trauma terá capacidade para realizar todos os anos 10 mil internações, nove mil cirurgias, 500 internações e 10 mil consultas. Sem contar os serviços de diagnósticos clínicos e de imagens. O espaço será destinado a pacientes politraumatizados da Capital e do interior que necessitem de atendimento de urgência e emergência.

    Para a conclusão da obra, serão investidos R$ 8 milhões, sendo cerca de R$ 2 milhões contrapartida do Governo do Estado, R$ 5 milhões vindos do Ministério da Saúde e o restante será bancado pela Prefeitura de Campo Grande.

    Nos 6.300 metros quadros de área construída, funcionarão o setor de ortopedia e politraumatismo, com 130 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTIs, dois leitos de isolamento, 18 leitos de observação, cinco salas cirúrgicas, salas de Raio-X, tomografia e ultrassonografia.



    Fonte: campograndenews
    Por: Luana Rodrigues e Aline dos Santos
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/hospital-do-trauma-pode-ficar-pronto-antes-do-previsto-diz-governador

    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS