Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 1 de outubro de 2016

    Hamilton supera marca de Schumacher e garante pole na Malásia

    Inglês domina Nico Rosberg no treino classificatório e anota melhor volta de uma pole no Circuito de Sepang. Felipe Massa leva Williams ao Q3 e fica em 10º. Nasr é 18º 

    Lewis Hamilton e Nico Rosberg após o treino classificatório para o GP da Malásia (Foto: Reuters)

    Depois de uma atuação apática na etapa anterior, em Cingapura, onde perdeu a liderança do Mundial para Nico Rosberg, Lewis Hamilton parece ter “acordado” para o GP da Malásia deste fim de semana, válido pela 16ª etapa da temporada. Inspirado, o piloto britânico cravou 1m32s850 no treino classificatório deste sábado e jogou a pressão para o companheiro de Mercedes. O alemão errou nas duas tentativas de voltas rápidas e não conseguiu tirar a pole do tricampeão, ficando em segundo com 1m33s264, a distantes 0s414 do inglês. A TV Globo transmite o GP da Malásia ao vivo na madrugada deste domingo, a partir das 4h.
    Lewis Hamilton foi o mais rápido no treino classificatório para o GP da Malásia (Foto: EFE)

    Esta é a 100ª vez que Hamilton largará na primeira fila, 57 delas na pole. Além disso, seu tempo é o melhor de uma pole no Circuito de Sepang, que recebe a F1 desde 1999. A marca anterior pertencia a Michael Schumacher, 1m33s074, em 2004. A melhor volta em treinos classificatórios, porém, segue de Fernando Alonso, 1m32s582 no Q1 da sessão de 2005. Os tempos de volta caíram cerca de 3s do ano passado para cá graças ao recapeamento do asfalto e as mudanças de angulação de algumas curvas da pista.

    - Um grande obrigado à equipe. Este é o melhor carro que já pilotei aqui. A volta foi fantástica, mas ainda poderia ter sido melhor - disse Lewis, que tem uma vitória e quatro poles no circuito.

    A RBR se impôs sobre a Ferrari e dominou a segunda fila com Max Verstappen em terceiro (1m33s420) e Daniel Ricciardo em quarto (1m33s467). A dupla da escuderia italiana veio a seguir, com Sebastian Vettel em quinto (1m33s584) e Kimi Raikkonen em sexto (1m33s632).

    Felipe Massa foi o único piloto da Williams a avançar para o Q3. O brasileiro terminou com a 10ª posição no grid, com 1m34s671. Seu parceiro Valtteri Bottas errou no Q2 e foi eliminado na 11ª colocação. Felipe Nasr, por sua vez, caiu no Q1, em 18º, junto com seu companheiro de Sauber, Marcus Ericsson, o 17º. Completando 300 GPs neste fim de semana, Jenson Button conseguiu levar a McLaren ao Q3 e largará em nono. Já Fernando Alonso terá que partir da última colocação. O espanhol trocou diversas peças do motor, levou 45 posições de penalização e só participou do treino para “cumprir tabela”. Quem decepcionou foi a STR, que ficou apenas em 15º e 16º.

    Q1 - 18 MINUTOS / 6 PILOTOS ELIMINADOS

    O Q1 marcou a eliminação de Felipe Nasr. Ele chegou a figurar nos segundos finais na 16ª posição, que lhe daria a última vaga ao Q2, mas foi empurrado para a zona de corte, assim como seu companheiro Marcus Ericsson. O brasileiro terminou em 18º, logo atrás do sueco. Também caíram fora: Jolyon Palmer (Renault), Esteban Ocon (Manor), Pascal Wehrlein (Manor) e Fernando Alonso (McLaren). O espanhol, aliás, só entrou na pista por protocolo. Com uma punição de 45 posições por trocar diversas peças do motor, o bicampeão já estava garantido na última colocação no grid de largada. O mais veloz nesta primeira parte de sessão foi Hamilton, com 1m34s444, apenas 0s016 mais rápido que Rosberg. Raikkonen e Vettel vieram a seguir. Massa avançou em nono.

    Q2 - 15 MINUTOS / 6 PILOTOS ELIMINADOS

    A decepção do Q2 ficou por conta de Bottas, eliminado em 11º. O companheiro de Massa errou a freada da última curva e perdeu décimos preciosos que lhe custaram uma vaga na superpole. O brasileiro, por sua vez, não bobeou e avançou em sétimo. Outros que deram adeus junto com o finlandês foram Romain Grosjean (Haas), Esteban Gutiérrez (Haas), Kevin Magnussen (Renault), Daniil Kvyat (STR) e Carlos Sainz (STR). Lá na frente, Hamilton continuou ditando o ritmo, liderando com 1m33s046. Rosberg veio em segundo, acompanhado das RBR de Verstappen e Ricciardo.

    Q3 - 12 MINUTOS / 10 PILOTOS DISPUTAM A POLE

    Pérez foi o primeiro a marcar tempo no Q3, 1m35s173, mas foi logo superado pela dupla da RBR, Verstappen (1m33s420) e Ricciardo (1m33s526) e da Ferrari, Raikkonen (1m33s632) e Vettel (1m33s916). Rosberg errou sua primeira volta rápida e apareceu apenas em quinto, enquanto Hamilton cravou 1m32s850 e pulou para a ponta. Massa apareceu em sétimo na metade inicial do Q3, com 1m34s675, à frente de Pérez, Hulk e de Button, que não havia completado volta ainda.
    Lewis Hamilton anota pole position para o GP da Malásia de Fórmula 1 2016 (Foto: Divulgação)

    Os pilotos voltaram aos boxes para colocar novos jogos de pneus e partiram para a pista para os minutos finais. Rosberg novamente não conseguiu encaixar uma volta ideal, mas fez o suficiente para garantir o segundo lugar, com 1m33s264. Ricciardo baixou seu tempo para 1m33s467, mas não conseguiu tirar o companheiro Verstappen da terceira posição. Vettel, por sua vez, tomou o quinto lugar de Kimi. Massa foi superado por Pérez, Hulk e Button e caiu para décimo. Com a pole garantida, Hamilton nem precisou melhorar sua marca. 
    Confira o grid de largada para o GP da Malásia 2016 (Foto: Divulgação)




    Fonte: G1/GE
    Por: GloboEsporte.com - Sepang, Malásia

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS