Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 25 de outubro de 2016

    Governo lança campanha de combate ao Aedes Aegypti nesta terça-feira

    Governo também repassa veículos doados pelo Ministério da Saúde para reforçar campanha no interior do Estado



    O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul lança nesta terça-feira (25), às 9h, no auditório da Governadoria, a Campanha Estadual de Continuidade no Combate ao Mosquito Aedes Aegypti. A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS) reforçará os trabalhos de conscientização no combate ao foco de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, em especial na redução do acúmulo de resíduos nas residências e em terrenos baldios nos municípios de Mato Grosso do Sul.

    Para auxiliar nos trabalhos de enfrentamento ao Aedes Aegypti nos municípios, o governo também fará a entrega de 15 veículos, sendo: 9 caminhonetes Fiat Strada com bombas de aplicação de veneno acopladas, 2 veículos modelo Nissan Versa e mais 4 veículos modelos Doblô, doados pelo Ministério da Saúde, através da Sala Nacional de Situação.

    Para o período 2016/2017, as ações de enfrentamento ao mosquito contarão com o suporte da Sala Estadual de Situação que expandirá os seus trabalhos através das salas de situação regionais, formadas junto aos núcleos regionais de saúde, para intensificar a coleta de informações e direcionamento de equipes em um trabalho conjunto aos municípios.

    Paralelo ao lançamento da Campanha em Campo Grande, o município de Taquarussu em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, lança a sua mobilização para o enfrentamento do mosquito Aedes Aegypti, onde serão realizadas ações informativas junto à população e também um mutirão de limpeza e recolhimento de resíduos. O trabalho contará com a parceria de militares do Corpo de Bombeiros e também do Exército.

    O lançamento da Campanha Estadual conta com a participação do governador Reinaldo Azambuja, do secretário de estado de saúde Nelson Tavares, além dos representantes das 35 instituições parceiras do projeto agente colaborador.



    Fonte: ASSECOM

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS