Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 24 de outubro de 2016

    FRONTEIRA| Morre paraguaio ferido a tiros por pistoleiros brasileiros em Pedro Juan

    Cidadão paraguaio foi atingido dentro de táxi e morreu no hospital (Foto: Direto das Ruas)

    Morreu por volta de 11h em um hospital particular em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, Ariel Luciano Duré Soto, 31, vítima de um atentado a tiros ocorrido por volta de 9h30 na área central de Pedro Juan Caballero, do lado paraguaio da fronteira.

    Ariel era genro de Kiko Mendoza, conhecido jornalista da fronteira, e trabalhava em uma casa de câmbio de Pedro Juan Caballero.

    Ele tinha acabado de entrar em um táxi de Ponta Porã quando foi alvejado por vários tiros. Levado para o Hospital da Cassems do lado brasileiro, Ariel morreu em consequência dos ferimentos.
    Arma encontrada em Honda Civic usado por pistoleiros (Foto: Direto das Ruas)

    Dois brasileiros foram perseguidos por policiais paraguaios, cruzaram a fronteira e teriam abandonado o carro em um posto de combustíveis em Ponta Porã, mas foram presos com ajuda de policiais brasileiros.

    Os acusados foram identificados como Diego Jacodsen dos Santos e Arcindino Correia da Silva. Os dois foram levados para a sede do Departamento de Investigação de Delitos da Polícia Nacional do Paraguai.

    Os dois negam envolvimento no crime, mas os policiais encontraram um fuzil automático no Honda preto e seis cápsulas deflagradas.



    Fonte: campograndenews
    por: Helio de Freitas, de Dourados
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/morre-paraguaio-ferido-a-tiros-por-pistoleiros-brasileiros-em-pedro-juan

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS