Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 19 de outubro de 2016

    EDUCAÇÃO| Renovação da matrícula no Fies começa nesta quarta (19)

    Sistema para realizar processo estará disponível a partir das 15h; Congresso aprovou R$ 702,5 milhões extras para o programa

    Segundo o ministro, atraso que ocorreu não prejudicará os estudantes - Divulgação/Agência Brasil

    A partir das 15h desta quarta-feira (19), o Ministério da Educação (MEC) abre o sistema online para que os estudantes iniciem o processo de renovação das matrículas do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

    A pasta comunicou a decisão após o Congresso Nacional aprovar o projeto de lei que libera crédito suplementar de R$ 1,1 bilhão no Orçamento Fiscal da União. Desse total, R$ 702,5 milhões serão destinados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e R$ 400,9 milhões para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

    No Congresso Nacional, após a votação, ministro da Educação, Mendonça Filho, disse à imprensa que apressará o Palácio do Planalto para a sanção. "Falarei com o presidente em exercício, Rodrigo Maia, para que possa fazê-lo tão logo chegue ao Palácio do Planalto para sua sanção ou do presidente da República. Ao mesmo tempo a parte burocrática já está sendo feita antecipadamente pelo FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação]", reforçou.

    Com os recursos, o MEC deverá normalizar os repasses e as recompras que podem ser feitas pelas instituições de ensino privadas que participam do programa. Sem a verba, as renovações das matrículas, que normalmente ocorrem em julho, estavam paralisadas.

    Segundo o ministro, o atraso não prejudicará os estudantes. "O atraso pelo fato de que o Congresso não tinha votado até então não prejudicará de forma alguma os beneficiários do Fies. Todos eles serão preservados nos seus direitos e terão a garantia por parte do MEC que os contratos serão honrados, tanto os antigos quanto os novos."





    Fonte: Portal Brasil, com informações do MEC e da Agência Brasil

    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS