Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 10 de setembro de 2016

    SAÚDE| Estresse realmente causa cabelos brancos? Descubra

    Há um consenso amplo de que os cabelos brancos mais precoces estão associados ao estresse e envelhecimento. 

    Reprodução

    Será que realmente há alguma verdade por trás dessa ideia? Será que as preocupações e responsabilidade podem causar a mudança na cor dos cabelos?

    De acordo com Science Alert, tudo isso é muito complicado. Enquanto o estresse pode de fato deixar marcas físicas em nossos corpos, quando se trata de envelhecimento, os cientistas ainda estão tentando descobrir a relação. Eles sugerem que, basicamente, diversos fatores podem influenciar no processo.

    Nossos cabelos obtêm a cor a partir de células chamadas melanócitos, responsáveis por adicionar pigmento aos fios que serão empurrados para fora do couro cabeludo pelos folículos pilosos. O que ocorre quando envelhecemos é que os melanócitos começam a ficar fracos ou morrem, o que significa que nossos cabelos já não terão a mesma pigmentação.
    Tal dano é referido como estresse oxidativo – Reprodução

    Tal dano é referido como estresse oxidativo, e ocorre como parte de um processo natural de envelhecimento que atinge todas as células do corpo não por causa do estresse do cotidiano causado por prazos ou exames. Quando nosso corpo envelhece ele se torna incapaz de lutar contra determinados tipos de moléculas nocivas de forma tão eficaz como fazia durante a fase dos 20 e 30 anos. Então, o estresse oxidativo surge e os efeitos são sentidos no cabelo.

    Este é um processo de envelhecimento natural, mas será que o estresse emocional de fato pode desempenhar um papel em tal aparecimento? Como não há muitos estudos feitos com grandes grupos de pessoas, por um período prolongado e com o apoio de cientistas éticos é difícil provar uma ligação como definitiva.

    Enquanto os ataques severos de estresse já foram associados ao estresse oxidativo no passado, as evidências não foram particularmente fortes para estabelecer uma ligação definitiva.

    De acordo com a consultora de dermatologia, Miri Seiberg, do Instituto Global de Dermatologia na Flórida, em entrevista à Mental Floss, “o estresse está mais suscetível a causar a perda de cabelos do que o envelhecimento deles”.

    Logo, se você estiver passando por situações estressantes no momento, sua preocupação não deve ser com a cor dos fios e sim com a perda deles. Estudos sugerem que preocupações fortes e prolongadas podem produzir moléculas altamente reativas, chamadas de radicais livres, que mexem com a produção de melanina.

    Alguns especialistas também já fizeram uma distinção entre o estresse psicológico e o emocional. Tais condições vêm com uma série de outros efeitos sobre o corpo e é difícil traçar uma ligação definitiva entre o quão estressado você está e o que está acontecendo com os folículos na parte superior de sua cabeça.

    Também, no início deste ano, cientistas do Reino Unido identificaram um gene chamado IRF4, que estava ligado ao aparecimento de cabelos grisalhos, sugerindo que alguns de nós estamos mais predispostos a tê-los do que outros.

    Porém, a equipe salientou que existe também uma série de outros fatores ambientais envolvidos no processo como cigarro, poluição e dieta. Logo, se sua intenção é adiar o aparecimento dos fios brancos, são justamente esses elementos que você deveria evitar.



    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS