Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 23 de setembro de 2016

    Polícia encontra veículo '99%' igual ao de Alceu Bueno incendiado na fronteira

    Land Rover Freelender está sem placas e com número do chassi danificado

    Veículo incendiado encontrado na fronteira. (Foto: Cleber Gellio)

    Um carro semelhante ao do ex-vereador Alceu Bueno, encontrado morto na quarta-feira (20), em Campo Grande, foi localizado carbonizado em Ponta Porã, cidade na fronteira do Brasil com o Paraguai. A informação confirma suspeita divulgada nesta quinta-feira (21), pelo delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas. Bueno foi eleito vereador em 2012 e renunciou no ano passado, envolvido em um escândalo de pedofilia. Por causa desse escândalo, vinha recebendo ameaças, segundo informação de um defensor dele.

    Em coletiva nesta tarde, o delegado responsável pelo caso, Edilson dos Santos, do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), afirmou que o veículo encontrado na região de fronteira, uma Land Rover Freelander, além de incendiado, estava sem as placas. De acordo com ele, agora a perícia vai tentar identificar o automóvel por meio do número do chassis.

    "Temos 99℅ de certeza que o carro é dele, só não garantimos com 100℅ porque o sequencial do Chassi foi queimado", afirmou o delegado.

    O último registro do veículo foi feito por uma câmera de segurança de um condomínio próximo ao local onde o corpo de Alceu Bueno foi desovado, também carbonizado, no Jardim Veraneio.

    Para a Polícia Civil, esse local foi escolhido também por 'logística'. O bairro fica perto do anel viário, que dá acesso à BR-163, um dos caminhos possíveis para a fronteira do Brasil com o Paraguai.

    Motivação

    Peritos voltaram nesta quinta-feira ao local, onde o corpo foi achado e, segundo informou o secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, mais conhecido como Barbosinha, o foco das investigações é saber a motivação do crime.

    O fato de o corpo ter sido queimado, segundo as informações da Polícia Civil já divulgadas, é um dos maiores pontos de interrogação. Normalmente, casos assim envolvem queima de arquivo, ou seja, o assassinato para evitar que a vítima revele informações que saiba sobre algum crime, mas a polícia ainda não confirma que trabalha nessa linha.

    Ao falar do caso, o delegado-geral afirmou que são seis linhas de investigação. Imagens captadas por câmeras de segurança estão sendo usadas como parte das investigações. Em uma delas, foi possível ver dois homens incendiando o corpo e deixando o local no carro do ex-vereador.

    De acordo com o que já informou o delegado Edílson dos Santos também seria solicitada a quebra do sigilo telefônico de Alceu Bueno, para verificar com quem foram seus últimos contatos. Nesta tarde, ele reforçou que as equipes estão na rua, que há várias linhas de investigação e que não vai detalhar para não atrapalhar os trabalhos.

    A família de Alceu falou com ele pela última vez, segundo divulgado, na terça-feira às 21h30, depois que ele saiu do depósito de material de construção do qual era dono. Na manhã seguinte, o corpo foi encontrado, carbonizado, e a identificação ocorreu no fim da tarde, por meio das digitais, captadas de uma das mãos, uma das poucas partes preservadas.




    Fonte: Midiamax
    Por: Marta Ferreira e Geisy Garnes
    Link original: http://www.midiamax.com.br/policia/policia-encontra-veiculo-99-igual-alceu-bueno-incendiado-fronteira-316486

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS