Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 28 de setembro de 2016

    FRONTEIRA| Dois moradores de Mundo Novo são executados a tiros no Paraguai

    Dupla execução ocorreu hoje em Salto del Guairá (Foto: Direto das Ruas)

    Dois moradores de Mundo Novo, cidade a 476 km de Campo Grande, foram executados a tiros de pistolas na tarde desta quarta-feira (28) em Salto del Guairá, cidade paraguaia que fica próxima à linha de fronteira. A região é dominada pelo crime organizado, principalmente tráfico de drogas e contrabando.

    Foram mortos Jhoni Reis Fernandes Oliveira, 33, filho do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Mundo Novo, Sebastião dos Reis Oliveira, o Tião Barbudo, e Jairo de Castro Alves, 44, filho do dono de um jornal semanário que circula na região sul de MS.

    Em entrevista ao repórter César Galeano, de Mundo Novo, o policial Lorenzo Lescano contou que as duas vítimas tinham documentos paraguaios. Um deles morreu dentro da caminhonete em que estavam e o outro chegou a ser levado ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

    Segundo o agente Lescano, os dois brasileiros foram emboscados quando seguiam pela rua Bernardino Caballero. Os pistoleiros estavam em um Fiat Palio, que parou na frente da caminhonete e os matadores desceram atirando.

    Antecedentes 

    Em abril de 2014, Jhoni Oliveira foi um dos 31 denunciados na Operação “Prometeu”, desencadeada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) para desmantelar uma quadrilha de contrabando de cigarros.

    Foi uma das maiores operações de combate ao crime organizado em Mundo Novo. A quadrilha atuava há anos na região e praticava diversas atividades ilícitas, como remessa de produtos ilegais (armas, munições, medicamentos, eletrônicos, cigarros), roubo e receptação de veículos de carga, falsificação de documentos públicos e vários outros crimes correlatos.

    Jairo de Castro Alves também tinha ficha na polícia. Em maio de 2015, ele foi preso na Operação Hidra, desencadeada pela Polícia Federal em Maringá (PR) para desencadear uma organização criminosa que atuava na região. Jairo era responsável pelo contrabando de agrotóxico, segundo a PF.




    Fonte: campograndenews
    Por: Helio de Freitas, de Dourados
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/dois-moradores-de-mundo-novo-sao-executados-a-tiros-no-paraguai

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS