Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 27 de setembro de 2016

    DOURADOS| Na entrega do complexo Roma, Murilo pede a ministro mais 200 moradias

    Prefeito recebeu ministro e governador e entregou mais moradias para famílias de Dourados que deixarão de pagar aluguel 

    Murilo entrega as chaves do apartamento para Edileuza Vaz Romero - Foto: A. Frota

    Durante a entrega dos residenciais Roma I, II e III, na manhã desta terça-feira, o prefeito Murilo pediu ao ministro das Cidades, Bruno Araújo, que garanta mais 200 unidades habitacionais para Dourados. “Está em sua mesa ministro; os projetos estão prontos; só precisa da sua assinatura”, disse o prefeito.

    Murilo recebeu o ministro, o governador Reinaldo Azambuja, a secretária de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani Lopez, o superintende estadual da Caixa Econômica Federal, Evandro Narciso Lima, e outras autoridades para a entrega dos 800 apartamentos do complexo Roma, localizado na região oeste de Dourados. A solenidade foi no próprio local, na Avenida Antônio Tonanni.
    Complexo Roma tem 800 apartamentos, sendo que 742 tem mulheres como titulares - Foto: A. Frota

    O governador Reinaldo Azambuja corroborou o pedido de Murilo ao ministro e solicitou ainda mais moradias. “Além das 200 que Murilo pediu, Ministro, nós temos áreas em Dourados que são suficientes para a construção de mais 1.500 moradias; estou fazendo um pedido aqui para que nos atenda também”, disse o governador.

    O prefeito Murilo agradeceu a vinda do ministro na solenidade para conhecer Dourados. “Obrigado a você por ter vindo pessoalmente conhecer Dourados e o que estamos fazendo”, disse.

    O prefeito fez questão de destacar a importância das moradias para as famílias. “Eu imagino a emoção de vocês. Nós como agentes políticos ficamos mais felizes ainda em saber que fizemos a nossa parte para realizar o sonho de vocês, de ter um lar para criar os seus filhos”, afirmou.
    Murilo ressalta a felicidade de estar entregando mais moradias à população - Foto: A. Frota

    Murilo lembrou que já inaugurou um CEIM (Centro de Educação Infantil) bem ao lado do residencial e pediu ao governador Azambuja que aprece as obras da escola estadual que também está em obras nas proximidades.

    Agradeceu ao governador e à secretária Maria do Carmo pela parceria com o município, que resultará num fechamento de mandato com mais de 5 mil moradias garantidas para a população. Com isso Murilo entra para a história como o prefeito que mais fez habitações em Dourados.

    O governador destacou a parceria com Murilo por Dourados. Além da habitação ele falou das obras de R$ 11 milhões em infraestrutura no Núcleo Industrial, do asfalto em 16 bairros e do recapeamento da área central da cidade, começando pela rua Hayel Bon Faker. Ele agradeceu a Murilo e sua equipe da Habitação pela competência na gestão.

    Também reconfirmou a Murilo a obra do Hospital Regional, de R$ 60 a 70 milhões, com R$ 25 milhões do Governo Federal e o restante do Estado, e do centro de diagnóstico para exames de média e alta complexidade, no valor de R$ 8 milhões. E anunciou a construção de uma rotatória na BR-463, na saída da avenida Antônio Tonani, que vai ligar a região do Roma à rodovia. “Tenho enorme gratidão com Dourados. Se estou governador eu devo muito aos votos de Dourados”, disse.

    O ministro Bruno disse que o programa de habitação vai além da moradia apenas, sendo um programa social. “Nós construímos e entregamos sonhos”, disse. “É muito importante que esse sonho não seja vendido e que seja bem cuidado”, aconselhou aos moradores. Também pediu que as pessoas paguem em dia as prestações para garantir dinheiro para a construção de mais habitações.
    Murilo entrega as chaves do apartamento para Edileuza Vaz Romero - Foto: A. Frota

    Antes da solenidade oficial, Murilo levou o governador e o ministro para conhecer um dos apartamentos. O prefeito destaca a qualidade da obra. “Estamos entregando moradias de muito boa qualidade para as famílias”, afirma.

    O apartamento visitado foi o de Katiane Pereira Torres, de 30 anos, solteira e mãe de dois filhos. “Estou muito feliz. Espero pela casa própria há 7 anos. Já paguei aluguel e depois fui morar com a minha mãe. Agora tenho a minha casa. Estou muito feliz”, disse.

    Os 800 apartamentos, do programa Minha Casa Minha Vida, viabilizados e construídos na gestão da presidente Dilma Rousseff, custaram R$ 50,436 milhões, sendo R$ 45,6 milhões de recursos da União, R$ 4 milhões de recursos estaduais e R$ 836.742,49 de investimentos da prefeitura de Dourados. A Prefeitura também fez toda a parte de cadastro e atendimento às famílias. Foram três anos de trabalho.

    Além disso foi construída uma estação elevatória de esgoto para atender o complexo. Na obra, a Prefeitura aplicou R$ 763,257 mil e o Estado R$ 400 mil, totalizando R$ 1,163 milhão.

    O residencial tem 50 blocos de quatro andares, com quatro apartamentos por pavimento. As unidades têm 46,63 m², com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. 25 apartamentos foram adaptados para famílias com deficiência física. Dos 800 contratos, 742 tem mulheres como titulares do contrato.

    Na solenidade Katiane recebeu as chaves das mãos do ministro Bruno. Depois Fabiane de Freitas Nascimento recebeu do governador Reinaldo e Edileuza Vaz Romero, do prefeito Murilo. Emanuelle Potrich recebeu as chaves da secretaria Maria do Carmo, Daiane dos Santos Moraes, do superintendente da Caixa, e Elisene Chaves, de Reinaldo, Bruno e Murilo.



    Fonte: ASSECOM

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS