Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 2 de agosto de 2016

    Vereadores voltam ao trabalho, eleições dominam sessão e 3 descartam reeleição

    Além disso, dois projetos foram aprovados na volta do recesso

    Vereadores voltaram hoje do recesso - Foto: Kleber Clajus/Correio do Estado

    A volta dos trabalhos na Câmara Municipal de Campo Grande foi marcada com presença em média de 20 dos 29 vereadores e com leitura das regras em tempos de corrida eleitoral. De todos os vereadores, apenas três confirmaram até agora que não concorrerão à reeleição.

    Logo na abertura da sessão de hoje, por volta das 9 horas, ato legislativo foi lido para os parlamentares. A legislação veta realização de campanha e pedido de voto na tribuna. Também será proibida cedência de pessoal efetivo ou comissionado para serviço no comitê eleitoral tanto do candidato, quanto do partido ou da coligação.

    Também está vedado uso de telefone, TV e até internet da Câmara para finalidade eleitoral.

    Para os vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Chocolate (PTB), as regras serão cumpridas como em todos os anos. “Meu gabinete nunca andou fora da linha e não vai andar dessa vez”, disse Siufi.

    Equipe de Chocolate já foi alterada no mês passado para que assessores que atuam na Câmara não tenham trabalho influenciado pelos compromissos eleitorais. “Alguns assessores até podem acompanhar, porém fora do horário de expediente”, disse.

    Presidente da Casa, João Rocha (PSDB) disse que projetos pendentes de votação ou em análise terão coronogramas mantidos assim como demais atividades do legislativo. Dos 29 parlamentares, apenas três confirmaram à presidência que não irão tentar reeleição, são eles Herculano Borges (PSC), Airton Saraiva (DEM) e Mario Cesar (PMDB).

    Projetos

    Além do assunto eleitoral, os vereadores votaram e aprovaram dois projetos, um contra escorpiões, de Eduardo Cury (SD), que requer ações anuais de cunho preventivo e educativo em abril. No ano passado, conforme o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), foram notificados 433 casos de ataque. Mesmo sem mortes, o veneno neurotóxico pode ser fatal para crianças e idosos.

    Outro também aprovado foi de autoria de Marcos Alex (PT), que propõe distribuição de mudas de citronela e crotalária como repelente natural ao vetor da dengue, chikunguya e zika vírus. Mesmo sem comprovação científica de sua eficácia, a prefeitura teria que bancar a produção e entrega das plantas.

    O terceiro projeto que seria votado, sobre presença de número de cooperativa de táxi em cardápios de bares e restaurantes não foi apreciado porque o autor do projeto, Cazuza, não estava no plenário no momento da votação.



    Fonte: Correio do Estado
    Por: ALINY MARY DIAS E KLEBER CLAJUS
    Link original: http://www.correiodoestado.com.br/cidades/campo-grande/vereadores-voltam-ao-trabalho-eleicoes-dominam-sessao-e-3-descartam/283623/

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS