Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 5 de agosto de 2016

    Sob vaia e poucos aplausos, Temer declara abertos os Jogos Olímpicos

    Presidente em exercício disse frase que abriu oficialmente os jogos. No início da cerimônia, a presença de Temer não foi anunciada.  

    presidente em exercício, Michel Temer - Reprodução/TVGlobo

    O presidente em exercício, Michel Temer, foi vaiado durante a cerimônia de abertura da Olimpíada, na noite desta sexta-feira (5), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. (veja acima no vídeo da transmissão da abertura e abaixo imagens feitas da arquibancada)

    Na parte final da cerimônia, sob muitas vaias e alguns aplausos, Temer assumiu o microfone e falou a frase que abre oficialmente os jogos. 

    No início do evento, ele não havia sido anunciado. Pelo protocolo, o nome do presidente do país-sede é anunciado junto com o do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), mas apenas Thomas Bach foi anunciado antes do hino nacional.

    A assessoria de Temer afirmou que o presidente em exercício não pediu à organização para não ser anunciado, e que todo o formato da cerimônia foi definido pelo COI. Inicialmente, havia a informação de que Temer tinha pedido para não ter o nome anunciado.

    Segundo o "O Globo", no guia de mídia entregue aos jornalistas antes do evento, estava prevista a "apresentação dos presidentes" do COI e do Brasil, mas Temer ficou de fora do anúncio. Na semana passada, ele disse estar "preparadíssimo" para receber vaias na cerimônia de abertura.

    Durante o dia, ocorreu em Copacabana um protesto que pedia a saída de Temer e a volta da presidente afastada Dilma Rousseff. Por causa da manifestação, o trajeto da tocha olímpica precisou ser alterado.


    Dilma vaiada na Copa

    Na abertura da Copa do Mundo em São Paulo, em junho de 2014, a presidente Dilma Rousseff foi alvo de hostilidades do público.

    Xingamentos contra a presidente foram ouvidos em dois momentos antes da partida: após a chegada de Dilma ao estádio e após a execução do hino nacional, já a poucos minutos do início do jogo. No segundo tempo, Dilma foi xingada mais duas vezes.

    Houve também xingamentos contra a Fifa. Os gritos com palavrões começaram na área VIP e se espalharam por outras partes das arquibancadas da Arena Corinthians.

    No ano anterior, Dilma também havia sido vaiada em sua rápida aparição no Estádio Nacional Mané Garrincha antes da partida entre Brasil e Japão, na estreia na Copa das Confederações.
    Artistas dão início à cerimônia de abertura da Olimpíada Rio 2016 no Maracanã (Foto: Issei Kato/Reuters)




    Do G1 São Paulo

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS