Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 24 de agosto de 2016

    Semelhante à Caravana, projeto do TJ vai “ressoar” fora de MS, diz Reinaldo

    Reinaldo participou de lançamento da carreta da Justiça hoje. (Foto: Fernando Antunes)

    O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirma que o projeto itinerante do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) vai ressoar para fora do Estado. Segundo ele, a iniciativa é semelhante à Caravana da Saúde.

    “O projeto vai transcender as fronteiras porque é muito semelhante com a Caravana da Saúde, que realizou em um ano 500 mil procedimentos. Não tenho dúvida que assim como a Caravana, que foi copiada por outros Estados, a Justiça também vai procurar o tribunal para fazer esse programa em outros locais”, diz o governador.

    Azambuja destacou que a carreta custa R$ 700 mil, enquanto a construção de imóvel para uma comarca custaria de R$ 2,5 milhões a R$ 3 milhões. “É uma alternativa para dar dignidade, vemos muitos relatos de homens e mulheres que procuram a Justiça e tem dificuldade no acesso”, afirma o governador. 

    O itinerário de viagens começa no mês de setembro e a primeira parada será em Rochedo, a 74 km da Capital. A previsão para 2017 é abrir licitação e comprar mais duas carretas.
    O programa “ Judiciário em Movimento” foi formalizado pela Emenda Constitucional 75,que transformou todos os 79 municípios em comarcas.

    Desta forma, Alcinópolis, Antônio João, Aral Moreira, Bodoquena, Caracol, Corguinho, Coronel Sapucaia, Douradina, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Japorã, Jaraguari, Jateí, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Novo Horizonte do Sul, Paraíso das Águas, Paranhos, Rochedo, Santa Rita do Rio Pardo, Selvíria, Tacuru, Taquarussu e Vicentina serão gradativamente sede de comarcas de primeira entrância. O cavalo mecânico do veículo foi cedido ao tribunal.




    Fonte: campograndenews
    Por: Aline dos Santos e Mayara Bueno
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/semelhante-a-caravana-projeto-do-tj-vai-ressoar-fora-de-ms-diz-reinaldo

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS