Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 11 de agosto de 2016

    SANESUL| Como a água chega na torneira da sua casa?

    Conheça o trabalho operacional da Sanesul para que a água chegue para a população tratada e pronta para ser consumida

    Controle de qualidade da água é rigoroso

    A água é fundamental tanto para beber quanto para as ações do dia a dia, como tomar banho, escovar os dentes, cozinhar e lavar louça. Mas de onde vem a água que sai da torneira, pronta para ser consumida e tão necessária no cotidiano de todos? É um longo caminho a ser percorrido. Em Mato Grosso do Sul, a Sanesul capta, trata e distribui em média, 9.800.000.000 (nove bilhões e oitocentos milhões) de litros de água por mês para abastecer 1.434.331 de pessoas nas 68 cidades onde atua, além dos respectivos distritos.

    Para atender toda a demanda, a Sanesul conta com 373 poços, 16 estações de tratamento, 334 reservatórios e uma rede de abastecimento que totaliza mais de oito mil quilômetros de extensão.

    A Sanesul utiliza duas formas de captação de água: superficial (de rios, córregos) e subterrânea (poços). Quando a água é captada de rios ou córregos, é necessária a utilização de bombas conduzem a água pelas adutoras (tubulações) até as Estações Tratamento de Água. Nas ETAs, a água passa pelos processos de coagulação, floculação, decantação, filtração, desinfecção, fluoretação e correção do pH. Depois de tratada, a água é conduzida para os reservatórios para ser distribuída posteriormente, através das redes de abastecimento até a população.

    Quando a captação é realizada por meio de poços subterrâneos, também com o auxílio de bombas, não é necessário passar pelas estações de tratamento, seguindo direto para os reservatórios.

    Lá, a água é tratada antes de ser distribuída.

    Estação de tratamento de água

    Ambos os processos exigem análise rigorosa da qualidade da água. Para isso, a Sanesul mantém 11 laboratórios, sendo 10 regionais e um laboratório central, em Campo Grande, que realizam, em média, a análise de 5.100 amostras mensais de cinco parâmetros diferentes (cor, pH, Turbidez, E. coli e Bac Heterotrófica), perfazendo um total de 25.000 análises por mês.

    O trabalho da Sanesul é constante, 24 horas por dia, durante os sete dias da semana, para abastecer a população nas cidades e distritos onde atua. E além dos sistemas de abastecimento de água, também é preciso fazer a operação dos sistemas de esgotamento sanitário, igualmente complexo.

    E os recursos para as operações dos sistemas de água, esgoto, bem como os investimentos em obras e melhorias realizados em todas as localidades onde a Sanesul atua vêm da conta de água/esgoto que os consumidores pagam. Por isso é tão importante que o consumidor pague sua conta em dia. Apenas em 2016, a Sanesul já investiu R$ 44,4 milhões em obras, operações, tecnologia, combate a perdas, entre outros, e a previsão é de que, até o final do ano o valor total chegue a R$ 89 milhões, sem contar os recursos financiados.

    É importante destacar também que desde 2000 a Sanesul mantém a Central de Atendimento ao Consumidor, que hoje atende cerca de 18.000 pessoas por mês, 24 horas por dia, além da Agência Virtual, disponível para acesso através do site da Empresa, para que os consumidores possam relatar qualquer problema no fornecimento de água, no sistema de esgoto, vazamentos, solicitar 2º via da conta e outros serviços. O telefone da CAC é 0800 67 6010 e o endereço da Agência é http://agencia.sanesul.ms.gov.br/.
    Sanesul analisa 25 mil parâmetros por mês

    Laboratoristas, químicos, bioquímicos entre outros profissionais fazem as análises




    Fonte: ASSECOM
    Por: Larissa Almeida

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS