Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 4 de agosto de 2016

    DOURADOS| PT faz encontro hoje e pode lançar ex-reitor como candidato a prefeito

    Damião pode ser anunciado como candidato a prefeito pelo PT (Foto: Divulgação)

    O Partido dos Trabalhadores começa a definir hoje (4) sua participação nas eleições deste ano em Dourados, a 233 km de Campo Grande. O PT já administrou o município por oito anos, mas nas últimas duas eleições para prefeito ficou fora da disputa.

    Às 19h desta quinta, os delegados do partido se reúnem na Câmara de Vereadores para encaminhar a discussão sobre as eleições. O encontro é previsto no estatuto do PT. A convenção será amanhã às 14h, quando os membros da executiva municipal vão deliberar sobre a proposta – de coligação ou candidatura própria.

    O ex-reitor da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) Damião Duque de Farias é pré-candidato a prefeito. Ele é ligado à corrente formada por professores universitários e acadêmicos, o chamado “PT da UFGD”.

    Oficialmente o partido afirma que a tendência é disputar com candidatura própria, mas informações de bastidores revelam que o PT douradense está dividido. Alguns filiados defendem aliança com outros candidatos a prefeito, como Délia Razuk (PR) e Renato Câmara (PMDB).

    Perdeu eleitores 

    Em 2008, último ano do segundo mandato consecutivo de Laerte Tetila na prefeitura, o candidato do PT Wilson Biasotto ficou em terceiro na eleição de prefeito. Depois disso, o PT não disputou mais o comando da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

    Na eleição extemporânea de 2011 – realizada após a prisão e renúncia do então prefeito Ari Artuzi (morto em 2013, de câncer) – O PT se aliou ao atual prefeito Murilo Zauith (PSB), aliança mantida em 2012.

    O partido ocupa cargos no primeiro escalão da prefeitura e tem dois veredores - Elias Ishy e Dirceu Longhi, candidatos à reeleição.

    Local de lutas históricas do partido, que deu a arrancada para a vitória petista ao governo do Estado em 1998, Dourados é considerada o berço do petismo em Mato Grosso do Sul, mas nos últimos anos “virou as costas” ao PT.

    Depois da derrota de 2008, os candidatos petistas não conseguiram a maioria dos votos dos douradenses nas eleições presidenciais e para o governo. Dilma Rousseff, Zeca do PT e Delcídio Amaral tiveram menos votos que os adversários diretos nas últimas duas eleições em Dourados – José Serra e Aécio Neves; André Puccinelli e Reinaldo Azambuja, respectivamente.




    Fonte: campograndenews
    Por: Helio de Freitas, de Dourados
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/pt-faz-encontro-hoje-e-pode-lancar-ex-reitor-como-candidato-a-prefeito

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS