Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 17 de agosto de 2016

    DE LEVE| Bernal, Marquinhos e Rose - quem levará?



    Não são poucos aqueles que procuram esse jornalista para tirar dúvidas, trocar impressões e principalmente para perguntar quais dos três candidatos tem maiores chances de vencer. Vamos repetir aqui no texto todas as ponderações feitas criteriosamente. 

    Começamos com o prefeito Bernal. Tem pronto o discurso de campanha centrando críticas nos adversários de sua eleição em 2012. Deve culpá-los por sua saída do poder, não esquecendo de citar o episódio ‘Coffee Break’, a prisão de Olarte, a prisão do ex-deputado Giroto e até a presença de policiais federais no apartamento do ex-governador Andre. Enfim, postando-se de vítima justificará com esses argumentos o fato de sua administração não ter alcançado os objetivos prometidos em palanque. Seu desempenho eleitoral dependerá da aceitação ou não deste seu discurso. Uma incógnita, mas lembro que tem a prefeitura nas mãos. 

    Quanto a Marquinhos, terá pela frente o desafio de caminhar contra a candidatura de Bernal, mas com o cuidado em não atritar frontalmente com adversária Rose, pensando é claro num eventual segundo turno. O fato de ter rompido há bom tempo com o ex-governador André deu-lhe luz própria, embora isso tenha fomentado núcleos de resistência em setores do PMDB. Outro desafio dele é mostrar sua independência de seu irmão apoiador Nelsinho. Com isso, quer evitar o questionamento do ‘Tradismo’. Enfrentará a maquina municipal e o Governo Estadual. Questiona-se; terá fôlego suficiente para aguentar essa maratona? 

    Finalmente temos a candidata Rose, que ao longo da carreira tem provado ser competente nas urnas, como vereadora e figura importante na eleição de Reinaldo junto ao eleitorado da capital. Tem um discurso pragmático interessante, com base e referência na filosofia administrativa do atual Governo Estadual. É carismática e transita bem nos movimentos sociais dos bairros. Entretanto vai precisar demonstrar neste período de campanha de que tem luz e musculatura própria para resolver os problemas da cidade. Já se sabe que seu alvo maior será o prefeito Bernal. Esse embate dentro da campanha poderá decidir a eleição. 

    Assim os três principais postulantes tem méritos e problemas nesta corrida. Eles sabem da exigência do eleitor nos tempos difíceis em que vivemos. Mais que promessas, o eleitor quer a certeza de que dias melhores virão – e a curto prazo, é claro. 

    A sorte está lançada.



    De leve...

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS